Os anos recentes têm sido de crescimento mais lento ao redor do mundo. Os baixos juros, no entanto, são uma oportunidade para que governos renovem seus investimentos em infraestrutura e promovam a economia do futuro, de acordo com a recomendação da OCDE. Para debater os desafios contemporâneos, especialistas e executivos de algumas das maiores produtoras de aço da América Latina se reunirão no Congresso Latino-Americano do Aço, Alacero-60, que será em novembro em Buenos Aires.

Alacero

Um dos principais temas em debate será o dos déficits comerciais do aço entre a nossa região e a China, que já chegam a US$ 30 bilhões em 2018, de acordo com a Alacero.

Em julho de 2019, apenas alguns países da América Latina mostravam perspectiva de melhora em seus PIBs, e junto a isso a perspectiva comercial deficitária continuava em aumento para o aço na maioria das economias. O que indica o quanto ainda pode e deve ser feito para o desenvolvimento da região como um todo. A produção de aço bruto caiu 5,4% de junho a julho e 15% interanuais. A produção de aço laminado em julho caiu 2,5% comparando-se ao mês anterior, e 2,5% com relação a julho de 2018.

Para discutir as perspectivas do setor, serão abordados temas estratégicos no evento, como a situação da indústria mundial do aço, as projeções e a consolidação da indústria 4.0 num contexto de preocupação ambiental.

As temáticas

O painel Contexto Latino-Americano – Agenda para os próximos quatro anos, trará o ex-político mexicano Antonio Ortiz-Mena, o cientista político brasileiro Murilo Aragão e o economista argentina Rodolfo Santángelo, sob a moderação de Andrés Malamud, cientista político argentino e professor da Universidade de Lisboa.

Malamud também será o palestrante principal na sessão sobre Situação político-econômica da América Latina.

Em outro momento, os CEOs da indústria de aço da região vão se reunir no palco. Máximo Vedoya, da Ternium; Gustavo Werneck, da Gerdau; e Jefferson de Paula da ArcelorMittal Americas falarão sobre o futuro do aço na América Latina.

O tema Indústria 4.0 – O que está sendo feito na indústria contará com as participações de Roberto Demitchuck, da Ternium, Gustavo França pela Gerdau, Paula Harraca pela ArcelorMittal e Sergio Kaufmann da Accenture Argentina.

Além destes painéis, haverá a mesa de discussão A contribuição do setor para a Agenda de objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) 2030, moderado por Sebastián Bigorito, diretor do Conselho Empresarial Argentino para o Desenvolvimento Sustentável.

Dividido em duas partes, o painel vai abordar casos de sucesso de empresas siderúrgicas em questões como educação, diversidade e sustentabilidade, apresentando histórias da Usiminas, Acindar, Techint e outros casos realizados pelo Terceiro Setor.

Para mais informação, veja o site https://congreso.alacero.org/

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters