Pela primeira vez na capital do Chile está se usando mais pré-moldados para erguer casas.

ich

À esquerda, a porcentagem de utilização. À direita, a superfície construída com cada material, ao longo do tempo recente.

Pela primeira vez, a utilização de concreto superou à de alvenaria na construção de casas na região metropolitana de Santiago do Chile, no primeiro semestre do ano passado, de acordo com o Instituto do Cimento e do Concreto do Chile (ICH).

O concreto obteve uma porcentagem de uso na construção de moradias de baixa altura que chegou a 46%, enquanto os sistemas de alvenaria ficaram com 43% de utilização, e o restante do total ficou com outros métodos construtivos.

Em termos de área construída, o concreto alcançou a marca de 1,5 milhão de metros quadrados de superfície, exatamente o ponto de inflexão onde a alvenaria começou a cair. Olhando-se o gráfico ao lado, feito pelo ICH, pode-se verificar que a mudança, ainda que nova, representa uma tendência de maior uso do concreto na região metropolitana de Santiago.

Segundo o ICH, a tendência reflete a preferência por sistemas de pré-moldado de concreto e casas pré-fabricadas.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters

Temas