Reunião esta semana deve decidir financiadores; Bolívia continua capitaneando o processo.

 

O Grupo Operativo Bioceânico (GOB), integrado p ela Bolívia, Peru, Paraguai, Brasil e Uruguai, se reunirá em 15 de junho em Lima, onde o governo boliviano proporia a participação de consórcio suíço-alemão que propôs financiamento de US$ 10 bilhões para a construção completa do Corredor Ferroviário Bioceânico Central.

“Na nossa lista destacam-se a Suiça, Alemanha, Reino Unido, Espanha e Rússia. Desta variedade podemos escolher. Mas o acordo ao que queremos chegar, a partir da proposta boliviana, é que nos sentiremos melhor se trabalharmos com o consórcio suíço-alemão, que avançaram conosco desde o início”, disse o ministro de Obras boliviano, Milton Claros à imprensa de seu país. Na reunião pretende-se delinear o plano geral de trabalho, modalidade de investimento, a aprovação do GOB e outros aspectos.

Além disso, o presidente boliviano Evo Morales visitará a Rússia nos próximos dias, situação que poderia ser ideal para a assinatura de um memorando de entendimento que colocaria a Rússia como sexto interessado nas obras. “A Rússia desenvolveu sua própria tecnologia em trens. Para nós isso é importante. Há que se analisar as condições que eles propõem. Serão bem-vindos”, afirmou ele.

Segundo o gerente do Instituto Boliviano de Comércio Exterior, Gary Rodriguez, “não é um tema menor para a Bolívia, já que nos encontramos no coração geográfico da América do Sul, e por isso essa obra é essencial. Além disso, representará uma integração física tremenda, já que se soma também como obra de conectividade a hidrovia Paraguai-Paraná, o que coloca o Chile a e a Argentina neste corredor. Veremos como se dá o compromisso das nações envolvidas”.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters