Vendas de cimento e concreto diminuíram, mas EBITDA consolidado cresceu em função de programa de eficiência operacional.

A cimenteira colombiana Argos divulgou seus resultados do primeiro trimestre, que revelaram uma queda de 4,1% no despacho global de cimento e queda de 7,5% no volume de concreto, nas comparações interanuais.

A Argos vendeu 3,7 milhões de toneladas de cimento no período, enquanto o volume de concreto usinado vendido foi de 2,4 milhões de metros cúbicos.

A empresa afirma que o inverno nos Estados Unidos, e a sucessão de dias festivos na Colômbia e no Caribe, foram os fatores responsáveis pela diminuição de seu faturamento no primeiro trimestre do ano.

A receita registrada pela Cementos Argos no período foi de cerca de US$ 670 milhões. O EBITDA (lucros antes de pagamentos de juros, impostos, depreciações e amortizações) consolidado, no entanto, aumentou 31% no trimestre e fechou em cerca de US$ 130 milhões.

O bom resultado financeiro, simultâneo a um mau resultado comercial, é creditado ao programa de eficiência operacional implementado há pouco mais de um ano na Argos, o programa BEST.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters