Projeto tem custo estimado em US$ 1,4 bilhão e deve operar já em 2020. 

Termosolar

A primeira planta de geração de energia termosolar da América Latina se localiza em María Elena, a cerca de 60 km de Calama, no norte do Chile. O investimento em sua construção é de US$ 1,4 bilhão. Ela evitará a emissão de 640 mil toneladas de gás carbônico por ano, o equivalente a 375 mil veículos.

A planta é propriedade da empresa Cerro Dominador, do grupo EIG Global Energy Partners, e terá uma capacidade de geração de 110 MW, e armazenamento térmico de 17,5 horas, o que permitirá gerar energia nas 24 horas do dia.

A construção do projeto está a cargo de um consórcio composto por Acciona e Abengoa. Ali, ela fará uma composição com a usina fotovoltaica já em operação desde 2018. Juntas, as duas plantas serão um complexo de energia renovável que terá capacidade de 210 MW. Será o primeiro complexo a combinar as tecnologias solar e termosolar na América Latina.

A operação da primeira usina termosolar deverá acontecer em maio de 2020.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters