Elas são parte de um projeto de união total da malha de distribuição de eletricidade do país.

Linea transmision electrica

Um investimento de cerca de US$ 1 bilhão está sendo feito no Chile para conectar dois grandes sistemas de distribuição de energia, o Sistema Interconectado do Norte Grande (SING) e o Sistema Interconectado Central (SIC). A instalação de 1.700 torres de transmissão foi a etapa mais complicada e difícil deste projeto, agora concluída. Com isto, o projeto entra em fase de conclusão, após um período de mais de 17 meses além do previsto inicialmente.

A empresa ISA, que é colombiana e controla a InterChile, afirmou que a união entre as subestações de Cardones e Polpaico está feita, faltando apenas instalar os cabos e a fibra ótica para entrar em funcionamento.

O prazo dado para que o sistema de interconexão entre em funcionamento é o dia 11 de junho, de acordo com a empresa concessionária do sistema.

O megaprojeto de conectividade elétrica, além de unificar a malha de distribuição de eletricidade do Chile, vai também incluir no provimento de energia os megawatts gerados por fontes eólicas e solares. “Isso é muito positivo para o correto desenvolvimento de projetos de geração de energias renováveis, principalmente de fonte eólica e solar do norte do país, pois assim poderão injetar 100% da energia limpa que produzem, propiciando um cenário favorável para a descarbonização”, disse a ministra de Energia do Chile, Susana Jiménez.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters