Combinação de aço com concreto armado dá bons resultados em países afetados por terremotos.

Soho montemar

Soho Montemar

As estruturas mistas de concreto e aço são comuns em países que são afetados por terremotos. No Chile, a empresa de engenharia e construção com estruturas de aço AMCS está inovando no projeto Soho Montemar, em Valparaíso.

Pelas melhoras nos custos operacionais e a redução nos prazos de entrega, o projeto foi selecionado para a 2ª Expo Construcción Industrializada, que será realizada pelo Instituto Chileno no Aço num hotel em Santiago no dia 14 de maio.

“Inicialmente planejamos o projeto com concreto armado, mas a grande dimensão das paredes e pilares fizeram com que o espaço fosse reduzido. Assim, incorporamos o aço na construção do Soho Montemar. Isto aumentou os espaços usáveis sem aumentar o custo da edificação”, disse o gerente da AMCS Christian Schneidt.

Entre as principais características técnicas desta estrutura, estão as vigas de aço tipo duplo T, lajes de concreto com placa de colaboração, pilares de aço tipo HSS quadrados preenchidos com concreto e núcleo de concreto armado. “Esta estruturação faz com que a obra consiga maiores níveis de precisão que as edificações tradicionais”, diz Schnaidt.

O projeto Soho Montemar já tem 98% de avanço em sua obra, e sua data de entrega é o segundo semestre de 2019, de acordo com a AMCS.

No Chile, vários edifícios usam estas características, destacando-se a Torre Santa María 2, onde foram usadas 1.400 toneladas de aço, e o Edifício Huidobro, que recebeu 1.500 toneladas de aço.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters