Caterpillar

A Caterpillar anunciou que vários de seus empregados foram demitidos em 30 de abril, como parte das decisões mundiais que estão se tomando para reduzir os custos em resposta à pandemia de Covid-19.

Segundo informe do Peoria Journal Star, as demissões incluíram posições de apoio, gestão e produção em jornada completa, assim como reduções na força de trabalho flexível.

A porta-voz da companhia, Kate Kenny, disse que a medida é parte de um plano “para reduzir os custos devido ao impacto da pandemia do Covid-19 e melhorar nossa competitividade durante este período de incerteza econômica”. Kenny disse aos meios de comunicação que os cortes afetam tanto os empregados como os trabalhadores terceirizados.

Devido ao fato de as demissões acontecerem em todas as instalações da Caterpillar no mundo, a empresa não está divulgando números desagregados por unidade.

Resultados

Ao anunciar a diminuição dos lucros no primeiro trimestre em 28 de abril, a companhia advertiu que seus resultados financeiros “para o restante de 2020 serão afetados pela contínua incerteza econômica mundial relacionada à pandemia”.

Os funcionários da companhia também afirmaram que o segundo trimestre deverá ser “significativamente mais afetado” pela crise do que o primeiro.

Há semanas, em resposta à pandemia, a companhia deteve temporariamente a operação da fundição de Mapleton, e iniciou as demissões com alguns funcionários no Edifício KK, de East Peoria. Também congelou os aumentos salariais para os empregados e altos executivos, e eliminou pagamentos de bônus e incentivos em 2020.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters