Com o passar do tempo, o cenário no Chile devido ao surto de Coronavírus se torna mais desesperançoso. A Câmara Chilena da Construção (CChC) soltou um relatório nada otimista sobre o setor. “Um cenário que, embora tenha se originado após a crise social de 18 de outubro, foi agravado pela contingência da pandemia e seu impacto sobre a continuidade das obras em execução, na confiança empresarial e no acesso a crédito para o financiamento”, afirma a entidade.

Santiago, Chile

Um dos impactos diretos será no nível de investimento agregado em construção. Se em dezembro a CChC havia projetado uma queda de 7,7%, esta semana a expectativa de desempenho do setor piorou e ficou agora em -10,5%. A queda livre é decomposta em uma queda de 9% esperada para o setor de infraestrutura e de 13,2% no mercado de edificações.

Além disso, a taxa de desemprego no setor poderia superar os 12% até o fim de 2020, o que equivaleria à perda de 75 mil empregos diretos.

Por tudo isso, a Câmara convocou todas as empresas associadas para que intensifiquem as medidas de prevenção no interior das obras, de maneira a proteger a saúde dos trabalhadores, o emprego e evitar novas paralisações. No Chile, a paralisação é feita por comunas (divisão territorial do país), e o total de obras paradas somando-se todas as comunas que decretaram quarentena é de 350 projetos.

“Estamos diante de um cenário de recessão que poderá ser mais severo do que a crise do subprime em 2009, e a crise asiática de 1999. Por isso, é fundamental que, além de tomar todas as medidas para resguardar a saúde dos trabalhadores e prevenir contágios por Covid-19, se possa dar continuidade às obras em execução. Sem novos projetos e com obras paradas, não há receita, e sem receita a perda de postos de trabalho e a quebra de empresas se tornam riscos possíveis”, avalia Patricio Donoso, presidente da Câmara Chilena da Construção.

A preocupação do presidente da associação é compartilhada pelas empresas do setor. De acordo com a última pesquisa de expectativas empresariais realizada pela CChC entre suas associadas, 79% das empresas respondentes afirmaram que a pandemia terá um impacto “alto” ou “muito alto” em seus negócios.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters