metro ciudad de mexico

A espanhola CAF e a chinesa CRRC são as duas únicas empresas selecionadas para a modernização da Linha 1 do metrô da Cidade do México, em contrato com valor calculado em torno de US$ 2,2 bilhões, pelo câmbio atual.

A oferta do consórcio da CAF (composto também pela CAF Investment Projects, Brownfield SPV IV e a mexicana AEI Infraestructura) é de cerca de US$ 2,2 bilhões, enquanto o da CRRC (que vai junto com a CRRC Zhuzhou Locomotive) é de cerca de US$ 1,5 bilhão.

Ficaram pelo caminho outros grandes competidores no setor de tecnologias metroferroviárias, como a Alstom, Promotora de Dessarrollo América Latina, Mitsubishi e Bombardier.

Segundo a ata de licitação pública internacional, as propostas de ambas as empresas cumprem com os requisitos documentados no processo, que prevê a compra de 30 trens, a reabilitação das vias, um novo centro de controle e a manutenção dos trens e linha por um período de sete anos, e do sistema de controle por 15 anos.

No ano passado, a CRRC venceu a licitação para fabricação de 26 vagões para o sistema de VLT da Linha 3 do metrô de Monterrey. Por sua vez, a CAF já fornece as unidades de rolamento pneumático da Linha 1 do metrô da capital do país.

O resultado da escolha será conhecido no final de novembro.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters