Jorge Chávez

Em uma licitação da qual participaram oito concorrentes, o consórcio formado por OHL e Cosapi, o Nueva LimaTambo, obteve o contrato para as obras da primeira fase da segunda etapa de ampliação do aeroporto Jorge Chávez, em Lima, Peru.

O consórcio se encarregará das atividades de movimentação de terra, incluindo demolições de estruturas já existentes, retirada de material orgânico, escombros e nivelação do terreno. Os trabalhos pressupõem a remoção de mais de 2 milhões de metros cúbicos e colocação de mais de 130 mil metros cúbicos.

Segundo a Lima Airport Partners (LAP), o projeto de ampliação se desenvolver em três etapas complementares, a saber: trabalhos preparatórios, atualmente em execução desde março deste ano e que compreendem estudo de solos, topografia, hidrologia, geotecnia, remediação de passivos ambientais etc com um investimento de cerca de US$ 50 milhões; construção de segunda pista e nova torre de controle, iniciando em dezembro; construção de um novo terminal de passageiros.

“A LAP vem trabalhando continuamente no projeto de ampliação, e temos o fiel compromisso de cumprir com os prazos estabelecidos, para que em 2024 o Peru tenha um terminal que nos permita consolidar o Aeroporto Jorge Chávez como o novo hub por excelência na região”, disse Anton Aramayo, diretor do projeto de ampliação.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters