Projeto vai potabilizar água do Pacífico ao mesmo tempo em que tratará esgotos da Grande Lima.

É de mais de US$ 900 milhões o investimento feito no Peru pra construir a primeira planta de dessalinização de água do mar para consumo humano, cuja obra é ao sul de Lima.

planta desalinizadora

A obra beneficiará mais de 100 mil pessoas. Durante uma fiscalização das obras, o ministro de Moradia, Construção e Saneamento do Peru, Javier Pirqué, afirmou que “estamos aqui para assegurar que a obra esteja sendo feita de acordo com as especificações, a fim de que a população seja realmente bem atendida”.

De acordo com a autoridade, o projeto tem dois grandes eixos, um deles é a potabilização de água marinha e o outro o de tratamento das águas residuais da região próxima. As águas tratadas que provenham do esgoto local poderão ser utilizadas como irrigação ou devolvidas ao mar através de um duto submarino de 780 metros. “Isto promove um ciclo integral que ajudará a preservar o meio ambiente e a qualidade de vida”, disse o ministro.

Até o momento, as obras encontram-se com 50% de avanço, e devem estar terminadas no último trimestre de 2019. Além da dessalinização e de duas estações de tratamento de esgoto, a instalação terá 250 quilômetros de tubulação para transporte tanto da água como dos efluentes.

A capacidade de produção de água potável da primeira planta peruana de dessalinização é estimada em 400 litros por segundo.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters