manitowoc_177942

A Manitowoc emitiu uma atualização comercial e financeira em resposta ao impacto contínuo do Coronavírus. Embora sua fábrica de guindastes na China tenha fechado por várias semanas no primeiro trimestre do ano, desde então retomou seu funcionamento normal. Apesar disso, a empresa já afirma que a pandemia começou a afetar seu negócio global e sua cadeia de suprimentos fora da China.

Agora há “suspensão temporária ou planos para suspender a atividade de fabricação normal em nossas instalações de produção em todo o mundo”. Em 30 de março, a fabricação nos EUA continuava em curso, e os planos seriam de continuar “segundo o permitido pelas autoridades locais e por nossa capacidade de adquirir materiais em nossa cadeia de fornecedores”.

Em declaração, a Maniowoc diz que “a magnitude da pandemia de Coronavírus sobre os negócios, a posição financeira, os resultados das operações e a liquidez da Manitowoc, que poderiam ser coisas importantes, não podem ser razoavelmente estimados neste momento, devido ao rápido desenrolar da pandemia. Os resultados financeiros da Manitowoc para 2020 estarão determinados pelo tempo que durar a pandemia, sua extensão geográfica, seu efeito sobre a demanda por nossos produtos e serviços, nossa cadeia de fornecedores, assim como o efeito das regulações governamentais impostas em resposta à pandemia”.

À luz disto, a empresa retirou sua perspectiva financeira para 2020. Mas comunicou que mantém sólida posição financeira, com US$ 199 milhões disponíveis em caixa e uma liquidez total de US$ 445 milhões no final de 2019. “A empresa acredita que tem liquidez adequada para cumprir com suas obrigações no futuro previsível e se mantém em estreito contato com seus sócios bancários”.

 

 

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters