Contratante alegou incumprimentos em obra de hospital público.

A construtora e operadora italiana Astaldi já não é mais a responsável pela obra daqueles que serão os dois mais importantes hospitais públicos do Chile. A Sociedad Concesionaria Metropolitana de Salud (SCMS), a cargo do hospital Félix Bulnes, pôs fim ao contrato com a empresa por suposto incumprimento de cláusulas do contrato.

Através de comunicado, a SCMS explicou que a decisão contra a construtora foi tomada de forma unânime pelo sindicato de bancos credores que estão no projeto. “A decisão considerou uma série de incumprimentos por parte da construtora Astaldi em relação ao contrato de construção, e sua incapacidade de sanear os problemas, afetando significativamente o ritmo de execução da obra”, diz o documento.

Em substituição à Astaldi, contratou-se a empresa chilena LyD para a conclusão e inauguração das obras do Félix Bulnes.

A Astaldi também acusa a concessionária SCMS de incumprimento de contrato, e em razão disto o conflito será levado a arbitragem na Câmara de Comércio de Santiago.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters