Zoomlion espera muito de divisão de acesso

08 April 2019

Marca chinesa que entrou no ramo de plataformas há dois anos tem altas expectativas.

DSC_1151

Chunxin Zhan, presidente e CEO da Zoomlion, disse que a divisão de acesso aéreo “é um dos principais planos de nossa estratégia. Temos tecnologia similar e somos otimistas de que faremos as coisas bem nesta indústria. Não somos alheios a esta tecnologia”.

A empresa chinesa, reconhecida principalmente por seus guindastes e equipamentos para concretagem (sendo inclusive a proprietária da italiana CIFA) entrou no setor de plataformas de acesso aéreo há dois anos. Concluiu a instalação de uma moderna fábrica de plataformas tesoura na China e agora está construindo uma dedicada a produzir modelos lanças autopropelidas.

Zhan disse que seu objetivo é se converter em um dos três maiores atores da indústria do acesso em nível mundial, embora reconheça que “isto tomaria bastante tempo”. A Zoomlion tem histórico de realizar aquisições, o que inclui a CIFA e a empresa europeia de gruas torre Wilbert, e por isso uma aquisição ou um acordo de cooperação nesta indústria também pode ser uma oportunidade.

“No mercado de acesso, hoje estamos somente na China. O país está saindo de uma situação em que ninguém usava plataformas para um contexto em que todos agora os utilizam. Em primeiro lugar, acreditamos que a China seja a grande oportunidade”.

A receita total da Zoomlion em 2018 foi de cerca de US$ 4 bilhões, e de acordo com o executivo as vendas no primeiro trimestre deste ano já mais que duplicaram. Seu máximo histórico em termos de receitas foi de US$ 7 bilhões.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL