Trabalho em equipe

15 September 2017

Para que o uso de aditivos seja o adequado, deve haver boa comunicação entre as partes envolvidas no projeto. Escrito por Alexander Cadena.

Com o tempo, o conceito de concreto e sua funcionalidade nas obras foi evoluindo, principalmente nos aspectos reológicos, relacionados com a manipulação do material em seu estado fresco. A demanda por novos elementos estruturais, a inovação em suas formas em edificações, sua resistência ante agentes nocivos etc., foram alguns dos motivos de novas opções de engenharia e arquitetura, as quais mediante os conhecimentos sedimentados na química de materiais levaram à criação de ingredientes fora da tríade cimento, água e agregados, para incluí-los às misturas e mudar suas propriedades em benefício de seu desempenho.

Os aditivos para o concreto são o claro exemplo de um trabalho em equipe, entre a química e a engenharia de materiais, em busca de um mesmo objetivo, já que, como mencionamos, para estabelecer sua identidade é preciso aplicar como base o conhecimento científico da química, que define a mistura exata de ingredientes para fabricar o aditivo, sem deixar de lado a compatibilidade com os componentes que reagirão com a pasta de cimento gerando propriedades especiais no traço de concreto. O papel cumprido pela engenharia de materiais será o de definir as proporções ótimas de cada material para conformar a mistura de concreto na qual se adicionará o aditivo; esta equipe busca em geral a economia da mistura, alcançar resistências e durabilidade ao longo do tempo, cumprindo com as necessidades ou exigências do projeto.

Esta complementação costuma ser muito eficaz quando um aditivo tenta se adaptar aos materiais específicos de um traço, já que em geral há produtos no mercado que cumprem com funções determinadas, as quais são de conhecimento de todos os que de alguma ou outra maneira estejam ligados ao mundo da construção com concreto, como por exemplo o retardo ou aceleração do endurecimento, inclusão voluntária de ar, plasticidade da mistura são alguns dos mais comuns; modificadores de viscosidade, redutores de água de médio e alto rango, inibidores de reatividade base – agregado etc. estão entre os que são desenvolvimentos recentes na matéria.

Precisão

O uso de aditivos, ainda que pareça muito elementar, precisa da assessoria de um especialista na matéria, já que de outra forma existe a tendência de interpretar mal o potencial de cada produto. Em certas ocasiões, ao não se colocar o aditivo nas proporções necessárias, costuma-se gerar retardos no endurecimento que são prejudiciais para o correto desenvolvimento da estrutura de concreto, ou mesmo inserção involuntária de ar. O desrespeito à ordem de colocação do aditivo é outro problema que se encontra com frequência ao momento de estabelecer um traço, sobretudo em concretos preparados in situ, onde se determinou que o pior é adicionar o aditivo misturado com a água para hidratar os agregados, o que faz o produto ser absorvido pelo material pétreo, em lugar de se misturar à pasta de cimento para modificar suas propriedades.

Atualmente, as grandes obras exigem especificações complexas, em que se faz necessário estabelecer traços de mistura de concreto em base a tais demandas. O uso de aditivos facilita de maneira importante a correta aplicação do concreto em trabalhos como revestimento de encostas, concretagens em climas frios, exposição do concreto a sulfatos, concretagens em locais de difícil acesso, onde é considerável o uso de aditivos auto-nivelantes, longas distâncias de transporte do concreto, concretos de alta resistência, influência do calor sobre o tempo de endurecimento, concreto sobre solos úmidos, entre outros casos. As normas nas quais se podem encontrar as especificações destes produtos químicos são a ASTM C494 e a ASTM C1017, entre as mais conhecidas.

 

Eng. Alexander Cadena, Coordenador Técnico do Instituto Equatoriano do Cimento e do concreto, INECYC.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
As 50 maiores construtoras da América Latina - versão 2021
Esta lista apresenta uma queda de 15,2% na receita de 2020 em relação ao CLA50 do ano passado.
Grupo Burger: impulsionando o crescimento
Stacy Burger comenta sobre o crescimento do Grupo Burger e os desafios futuros.
Locar: Solidez e boa gestão
Amilcar Spinetti Filho conversou com a CLA sobre a estabilização do mercado e crescimento futuro.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL