Terminais no Nordeste e no Norte receberão R$ 106 milhões em investimentos

By Luciana Guimaraes01 September 2021

Três terminais portuários em estados do Norte e do Nordeste do Brasil vão receber R$ 106 milhões de investimentos privados para melhorias e modernização nos próximos anos.

Este é o resultado do leilão das áreas nos portos de Santana (AP), Fortaleza (CE) e Salvador (BA) realizado pelo Ministério da Infraestrutura, através da Agência Nacional de Transportes Aquaviário (Antaq).

Respectivamente, venceram os leilões as empresas Intermarítima Portos e Logística, para administrar o terminal SSD09 (Salvador); Tergran – Terminais de Grãos de Fortaleza Ltda, para MUC01 (Mucuripe); e Caramuru Alimentos, que levou o MCP02, em Santana. As áreas nas capitais do Amapá e do Ceará tiveram propostas únicas.

Como o modelo de concessão do Governo Federal prevê que o lance dado pela empresa seja aplicado em investimentos na própria área concedida, o valor total na capital baiana chega a R$ 49 milhões, muito perto das despesas operacionais da Companhia de Docas da Bahia (Codeba). Três empresas apresentaram ofertas no local, com a quantia vencedora ficando em R$ 32 milhões, um ágio de 3.199.999.900,00%.

“Temos que comemorar cada conquista. Hoje completamos 74 leilões nesses dois anos e meio e já estamos batendo os R$ 80 bilhões em investimentos”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, logo após o leilão, que reforçou a geração de empregos e o desenvolvimento consistente que virão do investimento privado maciço no setor.

A previsão é que os contratos sejam assinados no quarto trimestre deste ano. O terminal no Porto de Santana terá um contrato de concessão de 25 anos e investimento previsto de R$ 41,3 milhões. Com uma movimentação de 4,3 milhões de toneladas/ano, principalmente de farelo de soja, que representa 11% do perfil “granel sólido vegetal” do porto, o terminal tem destacada importância na balança comercial brasileira.

A área em Mucuripe, em Fortaleza, terá a administração concedida pelo mesmo período e receberá investimentos de R$ 47,7 milhões. Neste terminal, os desembarques de trigo respondem por 70,4% das operações granéis sólidos, equivalendo a 963.752 toneladas (dados de 2013), importado principalmente dos Estados Unidos, Argentina e Uruguai.

Já o contrato no terminal de Salvador terá um contrato de concessão de 10 anos com investimento de R$ 17,73 milhões. Do total produzido pelo estado da Bahia com destino à exportação, 65% dos volumes são enviados via Complexo Portuário de Salvador e Aratu-Candeias, sendo que o estado tem um forte perfil industrial, principalmente em função do Polo Petroquímico de Camaçari.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Movimento elétrico
Os tempos modernos trazem consigo inúmeras inovações. No artigo de Luciana Guimarães, a CLA revê algumas novidades sobre a terraplenagem.
Considerações sobre lança articulada
Orçamentos, tarefas específicas, detalhes técnicos são alguns dos aspectos a serem considerados na compra de uma plataforma
Acess M20: Para cima
Alguns podem considerar 2020 uma anomalia que dificilmente se repetirá. Quanto ao accessM20, também pode ser visto como um sinal dos tempos.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL