Strabag assume hidroelétrica no Chile

By Cristián Peters10 May 2018

Após conflitos contratuais, construtora fez aditivo que lhe dá responsabilidade quase integral. 

lato maipo

A construtora Strabag anunciou que assumiu outra parte da construção do complexo hidroelétrico de Alto Maipo, no Chile. O valor do contrato adicional de aproximadamente 800 milhões de euros totaliza, com o contrato anterior, um valor de cerca de 1,5 bilhão de euros para a empresa.

Em novembro de 2012, a Strabag havia sido vencedora na licitação de construção de uma parte do complexo de Alto Maipo, mas as difíceis condições técnicas e a retirada de uma empreiteira do contrato levaram o cliente, a AES Gener, a concluir por um novo acordo com a própria Strabag do Chile em fevereiro último. O acordo ficou pendente de financiamento bancário, que afinal foi resolvida esta semana.

As condições do contrato assinado em fevereiro contemplam, entre outros aspectos relevantes, que a Strabag assuma riscos geológicos do projeto. As datas de término das etapas de construção são garantidas por instrumentos financeiros, o que leva à expectativa de entrada em operação das centrais Alfalfal II y Las Lajas a fins de 2020. Além disso, a Strabag vai repassar financiamento de parte do custo associado ao novo contrato de construção, e assim terá um aumento na sua participação acionária na Alto Maipo, desde que as condições de avanços e progressos sejam atendidas.

O novo orçamento da hidroelétrica, aprovado pelas entidades financiadoras do projeto, agora está em US$ 3,04. O orçamento inicial era de US$ 2,05 bilhões, e já havia sido elevado para US$ 2,5 bilhões, aumento este que foi causador do abandono de um dos sócios, a Antofagasta Minerals.

Com o novo contrato, a empresa assume o sistema Yeso/Volcán, que antes era responsabilidade do cliente ou terceiros. O novo preço total do contrato é a soma global que cobre tanto o trabalho que já havia sido prestado como todo o trabalho futuro que será feito pela construtora.

Está prevista a construção de túneis com comprimento total de 73 quilômetros. A usina hidrelétrica terá capacidade instalada de 530MW.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
AMMANN: Soluções competitivas e integradas
Com uma linhagem familiar de sucesso, a Ammann se destaca no cenário internacional desde 1869. Hans-Christian Schneider, atual CEO da Ammann, é a sexta geração a administrar a empresa que mantém sua curva de crescimento e notoriedade.
Por que a medição de tráfego é importante?
Como o fornecedor de infra-estrutura Caltrans leva o monitoramento de tráfego para o próximo nível com as Estatísticas KiTraffic da Kistler
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL