SMOPyC: Sob ventos de mudança

By Cristián Peters20 February 2017

Para ninguém é mistério que a Espanha tem estado abatida por uma forte crise econômica há quase uma década. Porém, hoje, parece haver uma luz no fim do túnel. E mesmo que as expectativas sejam cautelosas, já despertaram um otimismo que vinha fazendo falta ao país.

A CLA conversou com Luis Fueyo, diretor da Smopyc, que explica que a nova edição da Feira de Zaragoza, que acontecerá entre 25 e 29 de abril deste ano, traz surpresas e um ambiente carregado de otimismo, situação distante à experimentada na última edição deste importante evento.

Como se apresenta a edição 2017 da Smopyc?

A edição 2017 da Smopyc será a edição da mudança. A tendência econômica da Espanha mudou após a crise que se impôs ao nosso país desde 2008. Influiu muito a falta de governo vivenciada pela Espanha durante 10 meses.

Tudo isso dificultou o crescimento, embora se observe um notável crescimento nas vendas de maquinário, assim como na construção residencial. Portanto, a Smopyc refletirá um mercado em ascensão, com empresas cheias de projetos e um mercado de máquinas em franca melhora.

Por exemplo, vamos terminar o ano com mais de 40 mil metros quadrados de superfície de exposição contratados.

Que expectativas tem o setor este ano?

Mesmo que não contemos com governo nos últimos meses, a economia vem subindo desde finais de 2014. Portanto, em 2017 se notará uma puxada importante, que vai ganhar velocidade em 2018. O setor da construção, e concretamente o da edificação, já começou sua escalada particular, destacando-se as cidades de Madri, Barcelona e Sevilha.

Como isso se traduz na área de equipamentos de construção?

 Desde que começou a crise de 2008, o maquinário de segunda mão foi saindo da Espanha através das empresas de compra e venda, de leilões ou pela venda direta. Ou seja, na Espanha agora há um problema muito importante de escassez de maquinário. Portanto, a Smopyc é a feira ideal para conhecer as novidades apresentadas por cada fabricante e para adquirir equipamentos com os quais se possa executar as obras que vão saindo.

Qual é a ideia principal?

 Nesta edição estamos levando à frente uma política orientada a que todos os usuários e proprietários de maquinário das diferentes províncias da Espanha vejam na Smopyc sua feira de referência. Por isso, estamos fazendo apresentações em todas as comunidades da Espanha, fechando acordos com as associações mais importantes do setor e preparando atos que terão lugar simultaneamente à Smopyc, tudo com a ideia de conseguir uma feira nacional muito forte.

 Além de trabalhar a fundo com o mercado nacional, se está fazendo um trabalho importante com Portugal, França, Itália, norte da África e também com a América Latina.

Quais as principais mudanças no programa?

 Em relação ao programa, quisemos desenhar uma feira mais dinâmica, com a criação de uma zona de demonstrações, denominada Smpyc Demo; um Concurso de Operadores, com grandes provas de habilidade e prêmios; uma zona destinada às grandes obras das construtoras espanholas no mundo; uma exposição de esculturas realizadas com resíduos de construção e demolição; e a capacitação de operadores, através de associações tão importantes como a Fundação Laboral da Construção, ou Anapat, entre outras apresentações e eventos.

 No que diz respeito à organização, se reforçou a estrutura da Smopyc com a inclusão de novo pessoal.

 A respeito das ofertas e expositores, nesta ocasião se reduziu o preço do solo e dos serviços ao mínimo, buscando sempre ajudar as empresas que conseguiram aguentar a crise, para eu consigam vir e expor nesta primeira edição da recuperação.

 Sobre os visitantes, se desenhou e projetou uma feira muito mais amigável, pensando sempre em sua comodidade, com serviços de última geração.

Quais os números atuais da Smopyc?

 No final de janeiro os dados de contratação da Smopyc 2017 eram de 35.652 m2 vendidos (26.041 m2 no pavilhão, 2.461 m2 de área externa e 7.150 m2 de área demo). Com isto em mente podemos estimar que se superarão os 40 mil metros quadrados de espaço contratado.

 Cabe mencionar além disso que há que se ter em conta que na edição de 2014 houve apenas 16.667 m2 contratados. Este crescimento projetado de 140% é muito importante.

Como profissional latino-americano, o que a feira de Zaragoza tem para mim?

 A Smopyc é a única feira espanhola do setor das obras públicas e construção. Qualquer empresa estrangeira fabricante de maquinário que queira entrar no mercado espanhol ou reforçar sua presença em nosso país deveria vir como expositor.

 Como visitante, é o encontro mais importante que tem lugar em nosso país a cada três anos, o que permite mostrar o pulso do setor, estar por dentro do último que acontece em nosso mercado e conhecer em primeira mão como evolui nosso setor.

 Não esqueçamos que é a única feira europeia de fala hispana, o que resulta ser um grande atrativo para toda a América Latina.

Três principais razões para visitar a Smopyc 2017?

 1 – Por que o mercado se encontra em uma tendência ascendente depois de ter superado uma crise terrível que durou sete anos.

2 – Porque o mercado de maquinário se encontra necessitado de todo tipo de equipamento, como consequência da venda de praticamente todo o parque de máquinas de segunda mão que existia no país.

3 – Porque a Smopyc é a única feira de fala hispana que a cada três anos reúne os fabricantes e usuários de maquinário de obras públicas, construção e mineração. 

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
América Latina em maturidade de estradas
Revisão de alguns dos principais projetos de construção de estradas da região, que envolveriam investimentos de mais de US$ 18 bilhões.
Principais locadoras da América Latina
Uma nova versão do Latam Rental 45 mostra que 2020 foi um ano complexo, mas a indústria foi resiliente
Off Highway Research: 2021 terá vendas recordes de equipamentos
Apesar da pandemia, as vendas globais de equipamentos de construção atingirão um recorde este ano...se a indústria puder acompanhar a demanda.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL