Reforma energética aumenta demanda de moradias no México

By Milena Jiménez30 October 2014

paraguay viviendas sociales

paraguay viviendas sociales

Os projetos relacionados com a reforma energética no México vão gerar uma demanda de pelo menos 50.000 moradias só em quatro estados, segundo informou Jorge Carlos Ramírez, titular da Sedatu (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Territorial e Industrial).

A estimação dessa demanda foi feita nos estados de Veracruz, Campeche, Coahuila e Tabasco, lugares nos quais serão implementados um número importante de projetos. A construção das novas moradias deve começar em 2015. Ramírez afirmou que “já sabendo que no próximo ano começam as contratações e licitações (da reforma energética), vamos ter um panorama mais amplo da oferta que vai se gerar nesses quatro estados”.

O titular da pasta destacou também que durante 2014 a construção de moradias no México cresceu 7%, e que a reforma energética representa uma oportunidade não só para a construção, mas para diversos setores da economia do país.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
América Latina em maturidade de estradas
Revisão de alguns dos principais projetos de construção de estradas da região, que envolveriam investimentos de mais de US$ 18 bilhões.
Principais locadoras da América Latina
Uma nova versão do Latam Rental 45 mostra que 2020 foi um ano complexo, mas a indústria foi resiliente
Off Highway Research: 2021 terá vendas recordes de equipamentos
Apesar da pandemia, as vendas globais de equipamentos de construção atingirão um recorde este ano...se a indústria puder acompanhar a demanda.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL