Porto de Santos: R$ 601 milhões em obras inauguradas

By Luciana Guimaraes08 December 2021

Porto de Santos

3 importantes obras no Porto de Santos que somam R$ 601 milhões em investimentos foram inauguradas e os aportes envolveram a construção de uma terceira linha férrea entre os bairros do Valongo e Paquetá, pela Portofer; um píer de atracação para navios de granéis líquidos na Ilha Barnabé, pela Ageo Norte; e obras de ampliação e modernização do Tecon, pela Santos Brasil.

O diretor-presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral, destacou que a transformação para consolidar um novo momento da história do Porto é um compromisso da atual gestão que se torna realidade com a viabilização de iniciativas como essas. “Junto com o setor privado, estamos inovando e estabelecendo as bases para novos parâmetros de desempenho operacional que distinguirão o Porto de Santos pela sua infraestrutura e eficiência”, afirmou Biral, destacando que Santos se tornou um canteiro de obras. “Outros R$ 6 bilhões estão por vir nos próximos anos”, completou, referindo-se a desembolsos originários de leilões de arrendamento e na Ferrovia Interna do Porto (FIPS).

Essa intervenção aumentará a eficiência na passagem de trens que chegam ao Porto para descarregar nos terminais de grãos e celulose instalados na margem direita, em Santos. Com isso, a capacidade das linhas praticamente dobrou, além de propiciar maior segurança para os pedestres e motoristas, em razão da construção de um muro ao longo da linha que segrega o fluxo ferroviário dos demais.

A terceira linha tem fundamental importância para o Porto e para toda a cadeia logística do setor, uma vez que aumentará a eficiência das operações ferroviárias, tanto em relação aos terminais de granéis sólidos de origem vegetal situados na margem direita do Porto de Santos – dos quais a movimentação pelo modal ferroviário se situa em torno de 70% da movimentação e com projeção para atingir 80% em meados de 2027 – quanto para os terminais de celulose em fase de implantação (STS 14 e 14A), cujas projeções de fluxo pelo modal ferroviário ultrapassam 90% do volume a ser movimentado pelo terminal.

Além disso, o Plano Mestre do Porto de Santos, publicado pelo Ministério da Infraestrutura em 2019, indicou que a taxa de saturação das vias férreas internas da margem direita estava em 87%, à época muito próxima ao limite de capacidade, o que inviabilizaria qualquer aumento do fluxo ferroviário com destinos aos terminais do Porto.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Construção de Rodovias: O caminho para o futuro
As equipes de pesquisa e desenvolvimento de equipamentos para construção de estradas estão se concentrando na autonomia, energia e maior integração digital.
Preparação para a M&T a todo vapor
Após ser adiada devido à pandemia, a indústria de construção latino-americana se reunirá novamente no Brasil no final de agosto.
Colômbia: Pavimentando o futuro
O país está finalizando seu programa de projetos 4G enquanto dá os primeiros passos nas Concessões do Bicentenário.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL