Plaza Logística: novo rosto no empresariado argentino

05 September 2017

Eduardo Batistta, CEO, falou a CLA sobre os rumos da empresa e o país.

Eduardo Bastitta

Eduardo bastitta

A empresa Plaza Logística, especializada no desenvolvimento de parques logísticos “triplo A”, está imersa em uma campanha de investimentos que lhe permitirá continuar crescendo e ganhando participação no mercado argentino.

Destacada pela qualidade construtiva e por serviços prestados nos seus parques logísticos, a empresa hoje conta com seis instalações no seu país, algumas em ampliação e outras em construção: Plaza Logística Pacheco, Plaza Logística Pilar, Plaza Logística Tortugas, Plaza Logística Ciudad, Plaza Logística Tigre e Plaza Logística Echeverría. Este último centro conta com a presença de grandes empresas, como a Bridgestone. 

Eduardo Battista, CEO da empresa, concedeu uma breve entrevista à CLA para falar dos planos da companhia. 

Em que consiste o plano de investimentos da Plaza Logística e em que etapa se encontra? 

No ano passado, anunciamos o investimento de mais de 3 bilhões de pesos (pouco menos de US$ 170 milhões) para o desenvolvimento de infraestrutura e tecnologia logística. Este plano está sendo executado de agora até 2019 e envolve o desenvolvimento de 300 mil metros quadrados de instalações logísticas e industriais, entre os parques já existentes e os novos que estamos empreendendo. O plano de investimento se encontra em estágio de 40% de avanço, com quatro obras em curso e mantendo as previsões de finalização para início de 2019. 

Como parte desta estratégia, recentemente lançamos a Plaza Logística Echverría, o prédio em que se instalará a Bridgestone, ocupando 40 mil metros quadrados. Também anunciamos recentemente outra das obras que estamos realizando em nosso parque de Escobar. Os parques novos contarão com infraestrutura Triplo A e serviços centralizados, da mesma forma que os parques existentes. 

Qual a situação atual da infraestrutura logística da Argentina? 

O governo atual está dando passos importantes na melhoria da situação da infraestrutura logística. É um processo que leva tempo e tem grandes desafios num contexto de inflação e ausência de crédito. A falta de infraestrutura tem sido um gargalo para o crescimento da economia nos últimos dez anos, e um dos principais desafios para o futuro. Os investimentos irão aumentando à medida que baixe a inflação e se normalize o sistema financeiro, sempre que se conseguir um marco regulatório e fiscal que permita a participação privada, porque é difícil afrontar o desafio por parte de um Estado que tem um déficit fiscal como o nosso. 

Como a Argentina se compara a países vizinhos e ao mundo, atualmente? 

A Argentina investiu ao longo dos últimos 15 anos a metade da média da região em termos de PIB. A participação privada no investimento em infraestrutura logística foi baixíssima. Além disso, a eficiência e a qualidade do investimento foram muito ruins em termos de custos e priorização. Agora está investindo mais e melhor, mas falta potencializar a participação do setor privado e o acesso ao crédito.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Bombas: Trabalho em pedreiras
Para obter resultados ideais, é essencial usar as bombas corretas.
A importância do Impulsor
BBA Pumps lança seu impulsor de canal de parafuso KS, que é projetado para evitar entupimento e vibrações em suas bombas de esgoto.
Coluna Sobratema: Tempos de renovação
A renovação das frotas de equipamentos deu um novo impulso ao mercado brasileiro. Escrito por Eurimilson Daniel.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL