Pavimentos de concreto no Chile

By Fausto Oliveira16 November 2018

Recente projeto entregou 30 km de pavimento de concreto na Patagônia. Método cresce no país.

Sur de chile pavimento concreto

Onaisín - San Sebastián

Embora o Chile seja um dos países com maior nível de pavimentação de suas estradas na América Latina, em comparação de porcentuais, o país continua vivendo um drama comum a toda a região: a lentidão do avanço em suas pavimentações.

Apesar disso, o método de pavimentação com concreto vem ajudando a mudar esta realidade. Assim, neste novembro, o Ministério de Obras Públicas abriu para o trânsito os primeiros 30 quilômetros de novo pavimento – feito inteiramente em concreto de cimento Portland – entre Onaisín e San Sebastián, no extremo sul do país.

O projeto tem 82% de avanço, e consiste no melhoramento da rodovia internacional 257-CH, que conecta o sul do Chile com o sul da Argentina (na província de Terra do Fogo). Em total, são 45 km de estrada na Patagônia dos dois países que receberão pavimento de concreto.

Nível de pavimentação

O Chile tem 24% de suas estradas com algum tipo de pavimento, e apenas a sua Região Metropolitana (grande Santiago) chega a ter mais de 50% de sua infraestrutura viária com pavimento.

O país se destaca por ser um dos latino-americanos onde a experiência de pavimentos de concreto encontra melhor acolhida.

O governo prevê para os próximos quatro anos a criação de condições mínimas de uso em estradas vicinais e caminhos básicos, a uma proporção de 3.300 km por ano. Destes, haverá parte que receberá pavimento final e parte que receberá apenas cascalho.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL