Os quatro principais riscos aos quais um soldador está exposto

By Cristián Peters Quiroga20 January 2023

Geralmente estão associados a variáveis como energia utilizada e operações complementares

Os elementos de proteção devem ter características estratégicas para cuidar de cada parte do corpo de quem exerce essas funções.

O trabalho de soldador ou soldador está exposto a diversos riscos de segurança, devido às ferramentas utilizadas e condições externas como exposição a chamas, projeções de partículas, choques elétricos , entre muitos outros fatores. Por isso, é fundamental saber a que estão expostos aqueles que se dedicam a funções correlatas e quais os elementos de proteção que devem utilizar ao exercê-las.

Segundo os especialistas da Air Products -Indura, existem quatro riscos principais, que têm a ver com:

1.- Energias utilizadas: Na eletricidade existe risco de eletrocussão e queimaduras; quando são chamas, exposição a queimaduras e possibilidade de incêndios; e no manuseio de gases , risco de explosão, incêndio e queimaduras.

2.- O processo em si: Gera-se radiação não ionizante, prejudicial aos olhos e à pele; também a geração de gases e fumos, onde sua composição dependerá do eletrodo, dos metais a serem soldados e da temperatura.

3.- Operações complementares: Tais como retificação, aplainamento e rebarbação.

4.- Condições em que o trabalho é realizado: Em atividades em altura, em salas fechadas ou espaços confinados.

É por isso que os elementos de proteção são essenciais para homens e mulheres que trabalham neste campo cada vez mais profissional. Nesse sentido, Mauricio Ibarra, Gerente de Desenvolvimento e Produção de Soldagem da Air Products -Indura, afirma que “para minimizar e/ou reduzir o risco dos efeitos da radiação do arco elétrico, são utilizadas máscaras de soldagem, característica dos soldadores, o a viseira deve possuir filtros inactínicos de acordo com o processo e intensidade de corrente utilizada”. Além disso, os óculos de segurança cuidam da exposição à projeção de partículas; Os protetores faciais são usados em trabalhos que exigem proteção total do rosto, como ao manusear uma politriz, uma lixadeira ou uma serra circular. Também deve ser considerada a touca ou capuz, que protege o cabelo e o couro cabeludo, principalmente nas soldas em posições”.

O especialista detalha que também existem elementos que contribuem para o cuidado respiratório, como “máscaras metálicas para fumaça ou respiradores com filtro, que devem ser usados sempre sob a máscara de solda e, além disso, devem ser substituídos pelo menos uma vez por semana”. O mesmo para braços e mãos, como “luvas de couro, tipo mosqueteira com costura interna, para proteção das mãos e pulsos no manuseio de peças metálicas quentes; e mangas ou jaqueta de couro, que servem para aplicar soldas nas posições vertical e aérea”, exemplifica.

Por fim, Ibarra especifica que para a proteção dos pés e pernas, “ devem ser adquiridas botas de couro com biqueiras de aço para proteger os pés de possíveis quedas de peças ou elementos pesados e joelheiras para conforto na soldagem apoiada”. E para o corpo em geral, “deve-se usar avental de couro para enfrentar respingos ou exposição a raios ultravioleta; Também estão disponíveis macacões tecidos à base de algodão resistentes a respingos (nunca sintéticos). A perna da calça deve cobrir as botas para evitar que os respingos entrem nas botas e as mangas da camisa devem ser longas para proteger os braços.” “A roupa do soldador deve estar sempre seca para evitar descargas”, enfatiza.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Dicas para maior eficiência de equipamentos
Quatro dicas testadas ao longo do tempo para aumentar o tempo de atividade
AMMANN: Soluções competitivas e integradas
Com uma linhagem familiar de sucesso, a Ammann se destaca no cenário internacional desde 1869. Hans-Christian Schneider, atual CEO da Ammann, é a sexta geração a administrar a empresa que mantém sua curva de crescimento e notoriedade.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL