Os atrasos nas obras da Copa no Brasil

By Fausto Oliveira10 January 2014

Works for World cup

Works for World cup

O projeto de veículo leve sobre trilhos (VLT) que se prometeu para a cidade de Cuiabá como parte dos investimentos para a Copa do Mundo 2014 estará apenas parcialmente pronto para o evento em junho e julho.

As autoridades do estado do Mato Grosso disseram que devido a vários atrasos acumulados menos da metade do projeto estará entregue para a Copa.

O projeto original é conectar o aeroporto de Cuiabá com a Arena Pantanal, o estádio onde se jogarão algumas partidas do mundial. Mas até que o futebol comece, os 22 quilômetros de VLT prometidos não estarão entregues.

Projetos cancelados

Esse não é o único caso de atraso nas obras de infraestrutura prometidas para se entregar junto com a Copa do Mundo. Segundo pesquisas feitas pela imprensa nacional, cerca de 75,6% das obras relativas a mobilidade estão atrasadas ou foram retiradas do programa de investimentos.

O caso dos VLTs é um bom exemplo: programavam-se linhas para Cuiabá, Fortaleza e Brasília, mas esta última não terá mais o trem leve.

Os projetos de construção viária prometidos para serem entregues antes da Copa eram 26, mas agora se resumem a 17. Isso porque cidades como Porto Alegre, Salvador e São Paulo não receberão mais esses investimentos.

As estações intermodais de transporte público também sofreram adaptações no cronograma de obras, sendo que Porto Alegre é outra vez a afetada, pois não terá uma estação de transporte intermodal para esse ano.

PAC

A resposta do governo brasileiro é de que os projetos retirados da plataforma de investimentos para a Copa passaram a integrar o PAC, Programa de Aceleração do Crescimento. E, portanto, serão entregues às cidades mas em datas futuras não especificadas.

Para justificar os atrasos e alguns casos de subida dos custos das obras relativas ao Mundial, o governo diz que houve problemas com algumas licitações. Mas nunca fez menção de desfazer contratos para entregar a outras empresas.

As administrações estaduais e municipais costumam responsabilizar processos de desapropriação e a burocracia ambiental pelos atrasos de execução.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
As 50 maiores construtoras da América Latina - versão 2021
Esta lista apresenta uma queda de 15,2% na receita de 2020 em relação ao CLA50 do ano passado.
Grupo Burger: impulsionando o crescimento
Stacy Burger comenta sobre o crescimento do Grupo Burger e os desafios futuros.
Locar: Solidez e boa gestão
Amilcar Spinetti Filho conversou com a CLA sobre a estabilização do mercado e crescimento futuro.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL