O custo do vento: compreendendo o clima

12 May 2021

Escrito por Eduardo Estelles.

Com melhores dados e análises meteorológicas mais detalhadas, as empresas têm uma vantagem competitiva. Uma maior duração de um projeto sempre acarreta um aumento nos custos e as adversidades climáticas são sempre um fator importante a considerar.

Um dia perdido em um projeto de US$ 235 milhões pode envolver US$ 294.000 em custos diretos como mão de obra, aluguel de equipamentos e penalidades contratuais. Os custos indiretos decorrentes de incidentes de saúde e segurança, disputas contratuais, perda de lucratividade e margens reduzidas os superam em muito.

Este artigo, baseado em experiências adquiridas no Reino Unido e na Europa Ocidental, analisa como o clima e o vento em particular podem aumentar os custos mesmo antes de um projeto estar em construção. Também discute como investir em um serviço integral de monitoramento climático pode reduzir riscos, aumentar a eficiência e ajudar a recuperar perdas.

Impacto do clima adverso

No Reino Unido, o clima prolonga a vida do projeto, em média, em 21%. A tabela abaixo mostra como as condições climáticas adversas reduzem significativamente a produtividade em seis atividades principais de construção: terraplenagem, trabalho de fôrma, concretagem, siderurgia, andaimes e pintura externa.

É importante notar que um vento que excede 48 - 56 km/h impacta negativamente a maioria dessas atividades, se não todas. Vento, chuva e temperaturas extremas podem causar atrasos no projeto, diminuir a produtividade e, às vezes, interromper a construção. Os empreiteiros devem avaliar adequadamente todos os riscos desde o início.

Sendo “inteligentes em relação ao clima”, escolhendo cuidadosamente a melhor data de início do projeto e ajustando os tempos das atividades, pode-se reduzir o tempo adicional no local em aproximadamente 5,7%, diminuindo assim o risco de aumento de custos.

Por exemplo, o gráfico da velocidade do vento diária no Reino Unido para maio mostra que faria sentido planejar atividades críticas de elevação muito cedo pela manhã, já que a probabilidade de que os ventos dobrem sua velocidade à tarde é alta.

Qual é o custo do vento?

Considere o custo mencionado de US $ 294.000 por dia perdido em um projeto de 30 meses. Se não for programado sendo “inteligentes em relação ao clima”, as condições climáticas podem aumentar a duração de um projeto em 21% (189 dias), a um custo adicional de mais de US$ 55 milhões. Essas horas extras poderiam ser reduzidas em 5,7% (51 dias a menos) escolhendo a melhor data de início do projeto e ajustando as atividades em função da previsão do tempo adverso de longo prazo, gerando uma economia potencial em termos de custos diretos de US$ 15 milhões.

Pode-se supor erroneamente que o vento é o vento e não pode ser alterado. Mas vamos olhar para isso de uma perspectiva diferente. O vento sopra acima de 48 km / h por mais de 20% da jornada de trabalho (oito horas), por 1,6 horas. Agora, o vento soprará 1,6 horas continuamente e as 6,4 horas restantes serão adequadas para o trabalho? Não, porque o vento é muito irregular e essas 1,6 horas poderiam se espalhar facilmente ao longo do dia, tornando aquele dia inseguro.

Gostaríamos de mudar o vento para que não afete nossos projetos. Claro que não podemos, mas podemos ter certeza de que nossa organização não é aquela que cobre os custos associados aos efeitos disso. A empresa que possui os registros do vento mais confiáveis ​​e precisos tem uma vantagem incrível sobre as que não os possuem.

Previsão, gestão e segurança

Manter registros do vento de longo prazo confiáveis ​​vale a pena, pois a organização que usa esses registros pode obter perfis de longo prazo mais precisos para projetos futuros usando previsões regressivas e perfis de distribuição do vento em projetos.

O monitoramento e a previsão do tempo são essenciais para o agendamento das atividades e para a tomada de decisão imediata. Em termos de dados do vento, é essencial avaliar o impacto do clima nos equipamentos que operam em altura, por exemplo, guindastes de torre. As medições do nível do solo no local da construção não refletem as condições reais para estruturas altas e guindastes de torre de 250 metros.

Os dois mapas de velocidade do vento mostram como o monitoramento das condições do vento na altura do guindaste apresentará uma imagem muito diferente dos dados coletados no nível do solo. A velocidade do vento aumenta com a altitude.

Rajadas são aumentos repentinos na velocidade do vento e podem começar em segundos. São muito perigosos em canteiros de obras, causando movimentos imprevistos de materiais e objetos; perda de equilíbrio dos trabalhadores; danos a diferentes elementos etc.

As operações de içamento devem ser suspensas se o tempo ficar desfavorável, pois rajadas podem desestabilizar facilmente um guindaste. Mesmo rajadas de 30 nós ou 56 km / h podem atrasar as atividades conforme observado acima.

Da mesma forma, acidentes resultantes de atividades e condições inseguras podem ser agravados por condições climáticas adversas. A falta de avisos adequados para tomar medidas preventivas completas, a avaliação deficiente ou a falta de comunicação do risco climático pela administração também é um fator importante.

O custo da construção após um acidente é alto. O custo direto dos acidentes para os empregadores foi estimado em cerca de US $ 508,6 por funcionário por ano. Suponha que um pequeno empreiteiro tenha 30 funcionários. Com apenas um acidente por ano, o que é estatisticamente muito provável, o custo seria: 30 funcionários x US $ 508,6 = US $ 15.258 por ano. Deve-se notar que esta é uma quantia conservadora.

Foi calculado que para cada US $ 1 de custo direto devido a um acidente, são gerados US $ 2,12 de custos indiretos. Isso poderia transformar o exemplo de $ 15.258 em mais de $ 47.000 por ano, para o mesmo pequeno empreiteiro.

À luz do acima exposto, a previsão e monitoramento meteorológico preciso e oportuno, em particular do vento no nível do guindaste, é essencial para reduzir o risco de acidentes no local. O acesso a esses dados ‘ao vivo’ por todos os funcionários-chave melhoraria muito as linhas de comunicação e permitiria a rápida tomada de decisões, reduzindo riscos e economizando dinheiro e vidas.

As ilustrações abaixo mostram os dados de monitoramento do windcrane.com coletados de 100 guindastes no Reino Unido. Os diferentes níveis mostram a porcentagem de guindastes por dia do ano com dias em que o vento soprava a mais de 48 - 56 km / h.

Pequenas mudanças e decisões sobre a interpretação dos dados eólicos podem ter um grande impacto nos projetos de construção. É fácil pensar que ‘meu projeto só vai parar se o vento ultrapassar 48 km/h e 30% do dia’; o desafio desse pensamento é que o vento não funciona de maneira linear. Pode ser que fique abaixo de 48 km/h na maioria das vezes e uma rajada de vento rápido de 64,8 km/h seria o suficiente para criar uma situação de pânico, ou pior, um acidente.

Da mesma forma, deve-se levar em consideração que existem áreas em que diferentes empresas podem perceber o vento de forma favorável ou desfavorável de acordo com suas prioridades, gerando disputas. Daí a necessidade de dispor de dados empíricos sobre o vento nos guindastes que permitam antecipar qualquer ambiguidade em termos de como lidar com o clima.

Reivindicações meteorológicas e contratuais

Um seguro adequado pode cobrir os empreiteiros por algumas das perdas resultantes de impactos climáticos adversos, mas geralmente não cobrem atrasos causados ao projeto. Se um projeto atrasar devido a condições meteorológicas extremas, o contratante pode solicitar uma prorrogação do prazo para que as penalidades financeiras não sejam aplicadas. Para isso, a maioria dos contratos de construção usa o termo condições climáticas “excepcionalmente adversas”.

Usando dados históricos como ponto de base, relatórios de tempo de inatividade usando medições precisas da altura exata do guindaste no local podem, por exemplo, mostrar que X horas de vento acima deste nível em um determinado mês é “excepcional”, o que permite ao contratante evidenciar um pedido de extensão.

Seja esperto com o tempo

Seja qual for sua causa, os atrasos têm um impacto negativo na rentabilidade e levam a margens reduzidas, sem considerar a perda de reputação e relações públicas negativas.

Investir em um sistema de relatório e monitoramento do clima confiável e preciso no local, incluindo o monitoramento do vento na altura do guindaste, é essencial para compreender e mitigar o verdadeiro custo do clima e permite, entre outras coisas:

* Avalie o impacto negativo do clima na sequência projetada e na duração do contrato para que possa ser considerado nos cálculos da licitação.

* Otimize as datas de início do projeto para reduzir o impacto das condições desfavoráveis.

* Ajuste a sequência de atividades no local, pedidos de materiais e designação de recursos.

* Prevenir e avaliar as condições do local de trabalho, permitindo medidas proativas para reduzir atrasos, proteger materiais armazenados e estruturas vulneráveis ​​e reduzir o risco de atividades inseguras.

* Registrar as condições reais no local para apoiar reivindicações de extensão de tempo.

O controle de dados meteorológicos vai além de reduzir atrasos nos projetos.

SOBRE O AUTOR

Eduardo Estelles começou a monitorar o vento para turbinas eólicas há quase 20 anos e tem monitorado de perto o impacto do vento nos guindastes nos últimos 10 anos.

www.windcrane.com

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
A magnitude e fomento do conceito ESG e da sustentabilidade
O que antes era tendência, agora é realidade. Considerando os indicadores dos três pilares (meio ambiente, social e governança corporativa), e a inerente preocupação - devida – das empresas, não há como negar que estratégias ESG trazem diversos benefícios para a percepção de valor, real, das companhias.
Compactação: declives suaves
Características excepcionais para um embalador de rolos seguro e eficiente
Conheça alguns dos expositores da M&T Expo 2022
Como parte da rede Bauma, a M&T Expo agora quer ser o carro-chefe da recuperação do mercado
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL