Novas licitações de obra pública no Paraguai

By Fausto Oliveira07 January 2021

O Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) do Paraguai anunciou o início da licitação das obras do Corredor Metropolitano del Este, que se estende a partir do acesso da Ponte da Integração que está em construção no rio Paraná entre Presidente Franco no lado paraguaio e Foz do Iguaçu. São três chamadas à licitação disponíveis no portal da Direção Nacional de Contratações Públicas, envolvendo investimentos de US$ 160 milhões.

A primeira licitação é para a elaboração do projeto final de engenharia e construção da Ponte em Arco sobre o rio Monday, cuja data de entrega e abertura das ofertas se fixou para 18 de fevereiro.

Segundo especificações do MOPC, a ponte terá um vão de 200 metros no trecho em arco, enquanto os viadutos de acesso devem incluir sete vãos cada um, formados por vigas pré-fabricadas. O comprimento aproximado do viaduto da margem direita é de 174,5 metros e o da margem esquerda é de 174,9 metros

O prazo estabelecido para a fase de projeto final de engenharia é de 120 dias calendário e para a construção é de 18 meses, contados a partir da notificação da Ordem de Início.

Ponte da Integração

O segundo chamado à licitação é para os Acessos (lote 1 e 2) à segunda ponte sobre o Paraná, cujas ofertas serão abertas em 19 de fevereiro.

Os trabalhos consistirão na construção de uma via de quase 31 quilômetros de quatro pistas com pavimentação asfáltica. O Lote 1 compreende desde o km 0 até o 19,1, e o Lote 2 vai do km 19,1 até o 30,8.

Além disso, para o Lote 1 se inclui a interseção com a Ruta Nacional PY02.

O prazo de execução para ambos os lotes é de 24 meses a partir da ordem de início.

Obras de interconexão

A terceira contratação será para a interconexão à rede interurbana existente, cuja entrega e abertura de ofertas se realizará ainda em janeiro no dia 17.

Os trabalhos consistirão na construção de uma obra de pavimentação asfáltica na cidade de Presidente Franco, num setor já pavimentado. Além disso, contemplará a construção do Acesso à Administração Nacional de Navegação e Portos (ANNP), o acesso viário à segunda ponte sobre o rio Paraná e a conexão com o acesso rural até a união com a ponte a ser construída sobre o rio Monday.