Manitowoc traz o cabo sintético ao Brasil

17 June 2015

Cabo sintético Manitowoc MT

Cabo sintético Manitowoc MT

A Manitowoc anunciou durante a M&T Expo 2015 que os guindastes Grove RT fabricados em sua unidade brasileira passarão a ser vendidos com o cabo sintético como opcional a partir de agosto deste ano.

O cabo foi apresentado na posição do guincho principal num guindaste exposto na feira, que tinha no guincho auxiliar um cabo de aço convencional para efeito de comparação. O novo cabo está em período de testes na fábrica de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e em agosto deverá estar disponível para entrega nos novos guindastes RT da marca Grove, assim como para instalação em modelos Grove adquiridos anteriormente.

De acordo com Leandro Nilo Moura, diretor de marketing da Manitowoc para América Latina, o novo cabo traz vantagens sem paralelo à operação dos guindastes RT. “O cabo sintético tem dimensões iguais ao de aço, assim como resistência igual, mas seu peso é 80% menos que o de aço, e não demanda lubrificação”, afirmou ele.

Em entrevista exclusiva à revista CLA, Leandro Nilo disse também que a adaptação necessária para que um guindaste Grove receba o novo cabo é basicamente uma camada de proteção nos tambores e polias, para que fiquem mais suaves e lisos. “É como se fosse uma tinta para proteger o cabo”, diz o diretor da Manitowoc.

Uma vez que o guindaste tenha instalado o cabo de material sintético, a necessidade de manutenção de todo o guindaste diminui muito. “O novo cabo não necessita lubrificação, e isso é muito significativo. Além disso, as polias que passam pela lança e outras partes do equipamento não vão sofrer com o desgaste gerado pelo cabo convencional, o que dá ao cliente mais durabilidade para seu equipamento. Vale dizer também que todos os testes estão mostrando que a durabilidade do sintético é igual ou superior à do cabo de aço, ou seja, mais que cinco anos de vida útil”, diz Leandro Nilo.

Outra grande vantagem destacada pelo executivo da Manitowoc tem a ver com a segurança dos operadores. “Muitos clientes nos dizem que os operadores de guindaste têm medo de se ferir ao manusear um cabo de aço. Mas agora estamos falando de um cabo 80% mais leve. Quando houver a necessidade de instalar um jib, por exemplo, a chance de um acidente devido ao peso do cabo cai drasticamente”, disse o executivo.

Após sua chegada ao mercado, o cabo sintético estará disponível para três dos cinco modelos Grove RT fabricados em Passo Fundo e exportados a toda a América Latina. Os outros dois modelos virão em seguida, após um novo período de testes.

Para os clientes interessados em adquirir um Grove RT com cabo sintético a partir de agosto, este poderá vir como um opcional. Se uma empresa quer instalá-lo em um guindaste já adquirido, poderá contar com o serviço Manitowoc Crane Care. De acordo com Leandro Nilo, este serviço fará as adaptações necessárias no equipamento e o deixará pronto para operação.

BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristiá[email protected]
Simon Kelly Gerente de vendas Tel: 44 (0) 1892 786223 E-mail: [email protected]
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL