Manitowoc suspende operação de Passo Fundo

By Cristián Peters19 January 2016

passo fundo manitowoc

passo fundo manitowoc

O mau desempenho econômico do Brasil, em particular, e da região latino-americana em geral, somado a eventos políticos, sociais e financeiros de ordem mundial, está tendo fortes consequências sobre algumas empresas de maquinário estabelecidas no país.

A Manitowoc Cranes, empresa que abriu uma unidade produtiva em Passo Fundo, Rio Grande do Sul, no início de 2012, anunciou em janeiro a suspensão de suas operações no Brasil, com efeitos imediatos. A decisão trouxe consigo a demissão de 90 funcionários, ficando apenas 20 colaboradores para apoiar as atividades relacionadas com as vendas, serviços, finanças e administração.

“Lamentamos ter que tomar esta difícil decisão, sobretudo considerando nosso investimento na região durante os últimos cinco anos”, diz a empresa em comunicado.

Estas mudanças operacionais compensam a queda na demanda por produtos Manitowoc, e lhe permitirão medir corretamente o negócio para se colocar numa melhor posição no mercado global.

Embora a suspensão das atividades seja por tempo indeterminado, a informação entregue pela própria companhia é de que há intenção de restabelecimento quando as condições da indústria permitirem.

ERRATA: CLA errou ao publicar uma primeira versão desta notícia na página em português. Afirmamos que a Manitowoc suspendia atividades no Brasil, o que não é verdade. Apenas a fábrica de Passo Fundo tem suas atividades suspensas, de acordo com a decisão corporativa. Rapidamente percebemos o equívoco, mas um problema técnico em nosso sistema impediu a correção imediata. Pedimos desculpas à empresa e aos leitores.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
AMMANN: Soluções competitivas e integradas
Com uma linhagem familiar de sucesso, a Ammann se destaca no cenário internacional desde 1869. Hans-Christian Schneider, atual CEO da Ammann, é a sexta geração a administrar a empresa que mantém sua curva de crescimento e notoriedade.
Por que a medição de tráfego é importante?
Como o fornecedor de infra-estrutura Caltrans leva o monitoramento de tráfego para o próximo nível com as Estatísticas KiTraffic da Kistler
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL