Licitação no Paraguai causa polêmica

By Milena Jiménez09 September 2014

Ruta III Paraguay

Ruta III Paraguay

A licitação do projeto de ampliação da rodovia Ruta II no Paraguai causa polêmica. A obra foi outorgada a um consórcio composto pelas empresas Benito Roggio e CDD por um valor de US$42 milhões, empresas que pertencem à Câmara Rodoviária Paraguaia (Cavialpa, por sua sigla em espanhol).

Os questionamentos ao Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) surgem porque essa foi só a quarta proposta mais econômica das que participaram no processo licitatório. As críticas também têm relação com que esta é uma obra de somente 11,5 quilômetros que vais custar US$3,6 milhões por quilômetro, cifra considerada por muitos excessiva.

Como parte da obra devem construir-se dois viadutos, duas pontes e uma largura de calçada de pelo menos 6 metros. O projeto terá um prazo de execução de 26 meses e, segundo o MOPC, o início das obras se definirá despois da assinatura do contrato com o consórcio vencedor.

A resposta do MOPC

O titular da pasta, Ramón Jiménez Gaona, se defendeu das críticas. “Não sempre a oferta mais baixa ganha a licitação, a estimação dos custos das obras é altamente superior ao custo apresentado pela empresa Benito Roggio – CDD", afirmou.

Além disso, segundo declaração oficial do MOPC, “se apresentaram 10 empresas, mas as 3 primeiras ofertas mais baixas foram dessalificadas porque não cumpriram os requisitos e condições das bases... pelo qual optamos pelo quarto oferente”.

Por último, Jiménez explicou que US$3,5 milhões que foram contemplados no custo da obra são recursos destinados a evitar eventuais paralizações dos trabalhos devido a problemas com indenizações para liberar domínios de terrenos.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Movimento elétrico
Os tempos modernos trazem consigo inúmeras inovações. No artigo de Luciana Guimarães, a CLA revê algumas novidades sobre a terraplenagem.
Considerações sobre lança articulada
Orçamentos, tarefas específicas, detalhes técnicos são alguns dos aspectos a serem considerados na compra de uma plataforma
Acess M20: Para cima
Alguns podem considerar 2020 uma anomalia que dificilmente se repetirá. Quanto ao accessM20, também pode ser visto como um sinal dos tempos.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL