LafargeHolcim investe R$ 50 milhões em ações de controle à Covid-19

Alinhada ao pilar da companhia de ser referência no cuidado com a saúde e segurança dos seus empregados, a LafargeHolcim Brasil vem investindo fortemente em ações voltadas para a prevenção e o controle da Covid-19 entre seus empregados e parceiros.

Desde março de 2020, R$ 17 milhões foram investidos em testes e a empresa já realizou mais 70 mil testes no período. A companhia investiu R$ 36 milhões nas instalações industriais e em equipamentos de segurança, disponibilizando máscara, álcool em gel, containers e locais seguros para descarte e destinação das máscaras.

A frota de ônibus e carros que atende as unidades também foi ampliada nos momentos mais delicados da pandemia, para respeitar o distanciamento entre as pessoas. A companhia disponibilizou serviço de carro de aplicativo, evitando que os funcionários utilizassem transporte público para trabalhar presencialmente.

“Nossa postura foi muito proativa para estas iniciativas. A realização dos testes foi fundamental. Entre os casos positivos, 80% estavam assintomáticos e, a partir da identificação, pudemos afastar as pessoas pelo tempo necessário. Assim, a testagem feita regularmente evitou maior contaminação, inclusive, de outros empregados que poderiam ter desenvolvido casos mais graves”, ressalta Fernanda Paiva, gerente de Saúde e Segurança da LafargeHolcim Brasil.

A testagem regular, adotada desde o início, não se limitou aos empregados que atuam nas unidades operacionais. A empresa também incluiu os funcionários em home office e prestadores de serviço. Além disso, foi criado um Comitê de Covid-19, formado por representantes de diversas áreas, que se reúne três vezes por semana, para analisar e estabelecer os protocolos a serem adotados.

A empresa também investe em campanhas de conscientização, palestras com infectologistas, webinars para tirar dúvidas e ações voltadas para a manutenção dos protocolos de segurança e para o estímulo à vacinação. Hoje, 100% do quadro funcional já tomou a segunda dose e cerca de 30%, a terceira, ou dose de reforço. Em relação aos prestadores de serviço, somente funcionários totalmente vacinados podem acessar as unidades.

O percentual de adesão ao programa de saúde emocional foi de 35%, ficando 20% acima da média dos programas de saúde psicológica desenvolvidos nas empresas do mercado brasileiro, conforme aponta a OrienteMe. No pilar físico a adesão é de 50% dos empregados, por meio de parceria com empresa especializada na promoção de exercícios físicos e bem-estar, com diversas academias em todo território nacional, além de aulões coletivos on-line, palestras e entre outras ações

CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristiá[email protected]
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL