Justiça rejeita último recursos contra o Canal da Nicarágua

By José Salinas30 March 2017

126307 canal interoceánico de nicaragua

A Corte Suprema da Nicarágua rejeitou o último recurso de amparo interposto por um movimento camponês contra o projeto do canal interoceânico no país, cuja construção e exploração comercial é concedida à empresa HKND, contra um investimento que se calcula perto de US$ 50 bilhões.

A corte derrubou o recurso que pedia a anulação da chamada Lei do Grande Canal. O tribunal argumentou que “declarar pertinentes as pretensões do amparo carregaria consigo um desconhecimento sobre o já decidido por este máximo tribunal”.

Em dezembro de 2013, a Corte Suprema já havia rejeitado recursos similares apresentados por grupos de cidadãos nicaraguenses.

O projeto de construção de uma via interoceânica que seja concorrente do Canal do Panamá consiste em uma via úmida de 276 quilômetros de extensão, com larguras variáveis entre 230 e 280 metros, incluindo além da via, dois portos, um aeroporto, dois lagos artificiais, duas eclusas, uma área de livre comércio e complexos turísticos. 

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
AMMANN: Soluções competitivas e integradas
Com uma linhagem familiar de sucesso, a Ammann se destaca no cenário internacional desde 1869. Hans-Christian Schneider, atual CEO da Ammann, é a sexta geração a administrar a empresa que mantém sua curva de crescimento e notoriedade.
Por que a medição de tráfego é importante?
Como o fornecedor de infra-estrutura Caltrans leva o monitoramento de tráfego para o próximo nível com as Estatísticas KiTraffic da Kistler
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL