JLG com novidades e recuperação

By Cristián Peters Quiroga12 March 2021

Uma das principais empresas de plataformas de trabalho aéreo na região é a norte-americana JLG, empresa pertencente à Oshkosh Corporation que, como seria de esperar, sentiu o impacto da pandemia sobre o seu faturamento e sua operação.

DaVinci AE1932 A primeira tesoura totalmente elétrica: DaVinci AE1932.

Para o exercício de 2020 (com conclusão em setembro do ano passado), a JLG informou que as vendas de equipamentos de acesso se reduziram em 38,3%, ficando em US$ 2,515 bilhões, na comparação com US4 4,07 bilhões em 2019.

A situação tampouco variou muito no primeiro trimestre fiscal de 2021, dado que as vendas líquidas da JLG caíram 21,5% em comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a US$ 536,7 milhões. A companhia afirmou que a diminuição se deveu a “uma menor demanda do mercado resultante da recessão econômica produzida pelo covid-19”.

Para saber mais como a América Latina se saiu neste cenário e as reações da empresa frente estes desafios, a CLA conversou com Mike Brown, vice-presidente de vendas e desenvolvimento de mercado para a região, e Luca Riga, gerente de marketing sênior e desenvolvimento de negócios para América Latina na JLG.

Qual foi o impacto da covid-19 no negócio da JLG na América Latina?

MB: Nossas receitas caíram da mesma forma como caíram em geral as de todos os mercados da região, não obstante, nossas medidas de redução de custos, a partir de uma perspectiva de resultados gerais, conseguiram compensar este declive, o que permitiu concluir o nosso último ano fiscal com rentabilidade sólida para toda a América Latina.

De acordo com a Sobratema, o mercado de plataformas caiu cerca de 30% no Brasil em 2020…

MB: A queda da JLG no país teria sido similar, mas as medidas tomadas pela empresa para redução de custos permitiram que esta queda não afetasse nossos resultados gerais de maneira demasiado severa. Uma situação parecida foi percebida no restante da região, também.

Qual será a estratégia de recuperação?

MB: Nossas medidas de redução de custos não incluíram diminuição de pessoal, para que, à medida em que o mercado se recupere, possamos regressar rapidamente com uma equipe completa. Nossas relações continuam sendo mais sólidas que nunca, devido à sua permanência no tempo e a profundidade histórica, algumas condições de pagamento especiais conferidas a nossa base de clientes durante a pandemia, muitas delas baseadas na deterioração da taxa de câmbio.

Quais são as expectativas para 2021?

EC520AJ Outro lançamento recente da JLG é a EC520AJ.

MB: Esperamos um primeiro trimestre lento com sólida recuperação entre o segundo e o terceiro trimestres. Não esperamos uma recuperação rápida e massiva em nenhum momento do ano, já que a região se viu muito afetada, as vacinas podem levar algum tempo e as taxas de câmbio e locação também podem demorar em se recuperar.

O que há de novo termos de equipamentos?

LR: Como parte de seu compromisso contínuo com o mercado latino-americano, a JLG planeja lançar várias máquinas novas para melhorar a segurança e a produtividade enquanto se trabalha em altura. Isto não só envolve equipamentos, mas também as últimas soluções digitais e conectadas para dar às locadoras um maior controle de sua frota, e para reduzir os custos operacionais.

Respondendo ao surgimento de edifícios mais altos na região, a JLG está introduzindo uma linha de oito tesouras para terrenos acidentados (RT), assim como tesouras elétricas para terrenos acidentados (ERT). Todos os modelos destas novas linhas vêm com características que melhoram a produtividade, incluídas capacidades de manejo em altura em interiores e exteriores, o que as faz ideais para trabalhos de altura fixa como serviços em fachadas, manutenção de edifícios ao ar livre, trabalhos debaixo de pontes, paisagismo, encanação superior, inventário elétrico e de transporte.

Em termos de tesouras, vale destacar que a JLG, como líder de equipamentos de acesso e elevação, está trazendo o primeiro elevador de tesoura totalmente elétrico à América Latina. A Da Vinci AE1932 não contém nenhum sistema hidráulico, com o que se elimina qualquer possibilidade de vazamentos e de emissão, mitigando a contaminação do local de trabalho e abrindo novas possibilidades para operar onde antes estas máquinas não podiam ser usadas. Além disso, o modelo oferece um consumo de energia reduzido em até 70% em comparação com as plataformas tradicionais.

A companhia está se posicionando com força no acesso em baixas alturas…

LR: De fato, para ajudar as pessoas a trabalhar de forma segura em alturas menores, a JLG está introduzindo algumas novas opções de equipamentos de acesso de baixa altura na região.

RT2669 A JLG está lançando uma linha de oito tesouras para terrenos acidentados (RT), entre as quais a RT2669.

O PowerPicker, EcoLift WR, 1030P e sua variedade de uso externo dão segurança e produtividade superiores em comparação com as escadas e andaimes tradicionais, pelo que acreditamos que o mercado responderá de maneira muito positiva. O 1030P proporciona uma plataforma líder em sua categoria de 30” x 60” (76,2 x 152,4 centímetros) em um tamanho compacto que facilita colocá-lo em seu lugar e fazer o trabalho.

Cabe lembrar que este modelo será o único elevador a baixa altura que conta com plataforma que permite duas pessoas.

Qual a novidade nas lanças?

LR: Recentemente, se introduziram as lanças de construção JLG EC450AJ e EC520AJ, que ajudam a contribuir para um ambiente mais ecológico e limpo, ao mesmo tempo que oferecem alturas de trabalho de 15 a 18 metros, com capacidade de plataforma sem restrições de 250 kg. Esta nova linha de lanças contém baterias de lítio para aumentar o tempo de atividade junto com a tração padrão em duas rodas, oferecendo emissões e níveis de ruído bem reduzidos, o que as torna ideais para áreas urbanas.

More Articles from Construção Latino Americana
Vendas da Volvo CE crescem no primeiro trimestre
Nos três primeiros meses de 2021, as vendas líquidas da Volvo CE aumentaram 23%
Nova escavadeira Liebherr R 928 G8
Nova adição à família da geração 8
Enel Green Power cancela contrato com Tozzi Latam
Da empresa de energia querem continuar o trabalho mantendo o pessoal atual para dar continuidade às obras.