JCB reduz produção devido ao Coronavírus

By Andy Brown17 February 2020

JCB Loadall Business Unit 5

A JCB reduzirá seus níveis de produção no Reino Unido devido à forte possibilidade de faltar componentes provenientes da China, por causa do Coronavírus.

Isto significará uma semana mais curta de trabalho para cerca de 4 mil empregados na fábrica e outras unidades da empresa, começando no dia 17 de fevereiro.

A decisão foi discutida com o sindicato dos trabalhadores. A semana de trabalho de 34 horas durará pelo tempo que for necessário, sem prazo definido. Os trabalhadores da JCB receberão por uma semana de 39 horas, e as horas não trabalhadas entrarão em um banco de horas, para reposição futura.

O COO da JCB (chief operating officer), Mark Turner, disse que “a interrupção do fornecimento de componentes no Reino Unido vem num momento em que a demanda por produtos da JCB está muito forte, por isso temos que tomar esta decisão que é absolutamente necessária para proteger os negócios e nossa base de trabalhadores, ainda que seja uma medida muito infeliz”.

“A produção no Reino Unido ainda não se viu afetada pela situação na China. Não obstante, mais de 25% dos fornecedores da JCB na China estão fechados, e os que reabriram estão trabalhando com capacidade reduzida, com muita dificuldade para exportar. Portanto, está claro que o fornecimento de certos componentes da China será interrompido nas próximas semanas até que nossos sócios consigam voltar a produzir. Inevitavelmente, isto significa que não teremos a quantidade de componentes necessários para fabricar os equipamentos previstos no curto prazo”, afirmou.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL