Iniciativa prevê a construção de condomínios agroindustriais no Peru

By Fausto Oliveira21 January 2016

perú bandera

perú bandera

Uma iniciativa totalmente provada no Peru, conhecida como Siembra Agropaís, quer desenvolver projetos para aumentar a produtividade agrícola do país. Entre seus projetos, o mais recente anúncio é a ideia de promover a construção de condomínios agroindustriais.

O projeto se chama Integração. O grupo Siembra Agropaís propõe a construção com recursos privados de condomínios completos em áreas rurais do Peru. Estes seriam compostos por moradia em apartamentos, escolas, centros de saúde e serviços de transporte, além de comércios. Ou seja, mini-cidades que poderiam receber famílias para trabalhar a terra em lotes próximos e produzir alimentos e outros produtos agrícolas.

O grupo afirma que inicialmente se prevê a construção de dez condomínios, e cada um poderia abrigar 1 mil famílias. Em um prazo de 15 anos, o grupo quer construir 1 mil condomínios, o que totalizaria residência rural e capacidade produtiva para 1 milhão de famílias peruanas.

De acordo com o que o grupo afirma à imprensa peruana, o projeto Integração contaria com investidores privados e instituições como o Banco Mundial. Por outro lado, o Siembra Agropaís se encarregaria da contratação de cerca de 100 empresas para realizar a venda de produtos e serviços necessários para a construção dos condomínios.

As famílias beneficiadas seriam as donas das moradias e terras designadas pelo projeto, e pagariam por isso com a produção agrícola ao longo do tempo.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
A evolução do manipulador telescópico da Skyjack
Skyjack produz uma linha completa de telehandlers com sete modelos
Eletrificação das máquinas de acesso está superando o ímpeto regulatório
Impulso em direção às máquinas de construção elétrica começou com a regulamentação governamental
Dados que impulsionam as máquinas
Como os fluxos de dados de monitoramento podem reduzir custos e emissões de carbono e talvez um dia permitir que as máquinas funcionem por conta própria
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL