Industria de insumos segue em queda

cemento generica

cemento generica

O índice da ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria dos Materiais de Construção), revela que abril apresentou retração de 10,5% com relação ao mesmo mês do ano passado. Já na comparação com março deste ano, o período indicou queda de 1,2% no faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção.


As indústrias de base e acabamento também demonstraram retração: 0,1% e 2,6%, respectivamente, se comparados aos faturamentos deflacionados apresentados no mês anterior. Com relação ao mesmo período do ano passado a queda foi de 12,6% para os materiais de base e 7,4% para os acabamentos.

Acompanhando os demais números, o nível de emprego nas indústrias de materiais de construção continua em retração. O quarto mês do ano, obteve déficit de 10% em relação a abril de 2015. Na comparação com março, contudo a queda foi menor, de apenas 0,6%.

Segundo Walter Cover presidente da ABRAMAT, Há sinais que estamos naquilo que se costuma chamar fundo do poço, embora num nível muito baixo de atividade. A recuperação do mercado será lenta e gradual, mais em função da volta da confiança na economia com o desfecho da crise política. O setor espera medidas de incentivo ao consumo e ao investimento, particularmente no credito imobiliário, nas concessões de obras públicas e num ritmo mais intenso do programa MCMV”.

A expectativa da ABRAMAT, para o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção, em 2016, é de retração de 4,5% em comparação com 2015.

BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristiá[email protected]
Simon Kelly Gerente de vendas Tel: 44 (0) 1892 786223 E-mail: [email protected]
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL