Fitch rebaixa grau de investimento do Brasil

By Juliana De Andrade16 December 2015

Pacote de medidas

Pacote de medidas

Um mês após a agência Standard & Poor’s retirar o selo de bom pagador do Brasil, agora foi a vez da Fitch Ratings rebaixar a nota o país.

A agência de classificação concluiu que o país, que antes se enquadrava na categoria “BBB”, agora se classifica como “BBB-“, o que significa que ainda mantém o grau de investimento aceitável, embora com uma perspectiva negativa, o que leva a crer que ainda pode voltar a ser rebaixado futuramente, já que essa possibilidade é de 50% entre os países colocados nesta perspectiva.

Segundo a Fitch, em uma nota assinada pela economista Shelly Shetty, o rebaixamento reflete o crescente peso da dívida do governo, o aumento dos desafios para a consolidação fiscal e a piora do cenário para o crescimento econômico. “O difícil ambiente político está afetando o progresso da agenda legislativa do governo e criando reações negativas para a economia mais ampla”, destacou Shetty.

A agência anunciou que a perspectiva foi determinada em abril, mas o rating foi rebaixado apenas seis meses depois, pois não é possível determinar um prazo com exatidão, o corte geralmente é feito em um período entre 12 e 18 meses. E alerta que o país pode perder o selo de bom pagador em breve conforme a deterioração das finanças do governo em meio à prolongada recessão causada pela fraca situação do mercado de trabalho, a redução da popularidade da presidente, tensões entre o governo e o Congresso Nacional, o alcance das investigações na Petrobrás e os riscos de impeachment presidencial.

A agência projeta que o déficit do governo chegue a 9% do PIB em 2015 e que a economia do Brasil sofra uma queda de 3%. Em 2016 a economia deve cair 1% seguido por um crescimento modesto em 2017.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
América Latina em maturidade de estradas
Revisão de alguns dos principais projetos de construção de estradas da região, que envolveriam investimentos de mais de US$ 18 bilhões.
Principais locadoras da América Latina
Uma nova versão do Latam Rental 45 mostra que 2020 foi um ano complexo, mas a indústria foi resiliente
Off Highway Research: 2021 terá vendas recordes de equipamentos
Apesar da pandemia, as vendas globais de equipamentos de construção atingirão um recorde este ano...se a indústria puder acompanhar a demanda.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL