Embarques de cimento crescem na Argentina

By Luciana Guimaraes08 July 2021

Cement plant Foto: Enrique del Barrio

Aos poucos as restrições da pandemia começam a ser deixadas para trás e setores como a construção civil começam a se recuperar.

Em junho, na Argentina, todos os embarques de cimento apresentaram alta, o que pode se traduzir em boas expectativas até o final do ano.  De acordo com a Associação dos Fabricantes de Cimento Portland (Afcp), os embarques de cimento cresceram 20,6% ano-a-ano em junho em relação ao mesmo mês de 2020.

Além disso, a Afcp projeta que a produção desse material aumentará 15,1% para o resto de 2021, sendo que originalmente haviam estimado apenas 5,7%. A indústria de cimento deve ultrapassar 11,3 milhões de toneladas produzidas neste ano.

Comparando o primeiro semestre de 2021, com o primeiro de 2020, houve um aumento de 44,4% nos embarques de cimento. A este respeito, a Afcp estima que a melhoria da procura interna foi superior ao estimado no início de 2021.

Visão dos fabricantes

Fabricantes como Loma Negra, Holcim, Cementos Avellaneda e PCR estão otimistas e confiam na retomada da atividade. De fato, entre janeiro e junho eles acumularam embarques de 5,4 milhões de toneladas, quase todos direcionados ao mercado local. Assim, levando-se em consideração a capacidade instalada da indústria na Argentina, sem contratempos ou quarentenas, poderia produzir 1,27 milhão de toneladas por mês, ou seja, 15,3 milhões por ano.

Por exemplo, considerando o contexto atual, em junho conseguiu produzir 76,3% do que pode ser produzido com tudo totalmente normalizado. No total, foram expedidas 970 mil toneladas. Evidentemente, desde o campo afirmam que devemos ter cautela, pois, embora haja uma recuperação, ainda não é possível esperar atingir níveis pré-pandêmicos. É preciso considerar que o colapso na produção e nas vendas de cimento começou em agosto de 2019, quando começou a desvalorização do peso argentino.

De acordo com as estatísticas da Afcp, em 2018 registou-se um decréscimo de 1% nas expedições face a 2017, enquanto em 2019 diminuiu 6,1% face a 2018 e no ano passado 11,1% face a 2019. Outro dado importante é que o Instituto Nacional de Estatística e Censos, Indec, destacou que o Indicador Sintético da Atividade Construtiva (Isac) durante o primeiro quadrimestre de 2021 registrou um crescimento acumulado de 70,9% ano-a-ano.

Somado a isso, somente em abril as atividades do setor aumentaram o Isac em 321,3% também na comparação anual. O aumento, obviamente, é parcialmente explicado pelos níveis de abril de 2020 no meio da pandemia e em abril deste ano foi 0,4% superior a abril de 2019, segundo dados do Indec.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Bombas: Trabalho em pedreiras
Para obter resultados ideais, é essencial usar as bombas corretas.
A importância do Impulsor
BBA Pumps lança seu impulsor de canal de parafuso KS, que é projetado para evitar entupimento e vibrações em suas bombas de esgoto.
Coluna Sobratema: Tempos de renovação
A renovação das frotas de equipamentos deu um novo impulso ao mercado brasileiro. Escrito por Eurimilson Daniel.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL