Costa Rica e Panamá acompanham a construção no Parque da Amizade

By Luciana Guimaraes21 July 2022

O PILA (Parque de la Amistad) foi criado em 1988 por uma iniciativa dos governos do Panamá e da Costa Rica. Devido a sua importância biológica, em 1982 a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) declarou-a Reserva da Biosfera La Amistad e, em 1983, Patrimônio Mundial da Humanidade.

Foto: Sinac

No âmbito do Acordo de Cooperação para o Desenvolvimento Fronteiriço, Costa Rica - Panamá deu seguimento aos acordos da Unidade de Execução Técnica Binacional do Parque Internacional La Amistad (UTEB-PILA), na XX Reunião da UTEB focalizada no Acordo de Cooperação para o Desenvolvimento Fronteiriço de Isla Colón, província de Bocas del Toro, informou o Ministério do Meio Ambiente (MiAmbiente).

Entre os objetivos da revisão conjunta, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente, estão o desenvolvimento e a melhoria social, econômica, comercial, ambiental e política da região fronteiriça em geral.

A reunião resultou, entre outros acordos, na revisão das decisões da UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) e na Avaliação Ambiental Estratégica do Sítio do Patrimônio Natural Mundial.

Este encontro permite que especialistas, guardas-florestais e técnicos da Costa Rica e do Panamá obtenham conhecimentos técnicos de campo para a gestão de informações ambientais e turísticas desta importante área voltada para a administração, conservação e gestão do PILA.

Uma das características que tornam este Parque Nacional atraente é o fato de que o visitante pode estar em contato direto com um ambiente natural intacto, onde a diversidade biológica se manifesta em todas as suas formas, tornando possível que esta Área Protegida seja considerada como uma das regiões com maior biodiversidade genética, de espécies e ecossistemas, assim como um alto nível de endemismo em toda a Costa Rica.

É a maior Área Protegida terrestre da Costa Rica e a única que é binacional, pois seu território continua no Panamá. Caracteriza-se por ecossistemas de floresta de carvalhos, floresta nublada, paramo e áreas úmidas de alta altitude, como pântanos de turfeiras, onde árvores majestosas podem ser observadas. Possui uma rede de trilhas com distâncias curtas, médias e longas, onde se pode observar uma grande riqueza de espécies, algumas delas endêmicas de Talamanca. Entre elas está o grupo de aves, cuja grande diversidade de espécies representa uma grande atração turística.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Perspectivas econômicas e de construção para a América Central
Scott Hazelton, da IHS Markits, fornece uma análise profunda da situação atual nos países da América Central.
Escavadeiras: Novas energias
Grandes equipamentos estão procurando maneiras de se tornar mais eficientes, produtivas e com menor impacto sobre o meio ambiente.
Versatilidade de carga
Compactas ou enormes, estas máquinas estão ganhando terreno nos principais locais de terraplenagem ao redor do mundo.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL