Cosapi tem US$ 106 milhões em "obras por impostos"

By Cristián Peters10 May 2018

Construtora peruana já está em seu oitavo projeto sob esta modalidade.

Avances Reconstrucción del Templo del Señor de Luren

Obras na igreja Templo del Señor de Luren

A empresa de engenharia e construção peruana Cosapi anunciou que entre 2011 e 2017 realizou oito projetos financiados pela modalidade de “obras por impostos”, que em seu total implicaram investimentos de 351 milhões de Soles (cerca de US$ 106 milhões), o que representa 9,1% dos 3,96 bilhões de Soles que se investiram por este sistema, segundo a agência ProInversión, responsável pela gestão do mecanismo, entre 2009 e 2018.

Só no ano passado, a Cosapi adjudicou-se projetos pelo esquema de financiamento que totalizaram quase US$ 59 milhões, montante que representa 20% do destinado em 2017 para a execução de obras públicas com os tributos dos quais ficaram isentos as empresas para, em troca, financiar as construções.

Entre os projetos que estão em execução encontram-se a construção do Tempo do Senhor de Lurán, em Ica, financiada pela Shougang Hierro Perú; a melhoria e ampliação dos hospitais de Llata e Huarmey, em Huánuco, financiados pela Companhia Mineradora Antamina; a construção da nova Avenida Sánchez Cerro em Piura, financiada pelo INt7erbank, Backus Johnston e Cimentos Pacasmayo; e os Colégios de Alto Rendimento de Piura e Ica, financiados pelo BCP.

A elas se somam os projetos financiados e já finalizados, como a construção de calçamentos no Centro de Chupán, em Huari Áncash, e do Colégio Portocarrero de Callao, cujas obras foram financiadas pelas mineradoras Antamina e Volcán, respectivamente.

 

 

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
AMMANN: Soluções competitivas e integradas
Com uma linhagem familiar de sucesso, a Ammann se destaca no cenário internacional desde 1869. Hans-Christian Schneider, atual CEO da Ammann, é a sexta geração a administrar a empresa que mantém sua curva de crescimento e notoriedade.
Por que a medição de tráfego é importante?
Como o fornecedor de infra-estrutura Caltrans leva o monitoramento de tráfego para o próximo nível com as Estatísticas KiTraffic da Kistler
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL