Corte no Minha Casa é 10% do ajuste fiscal

By Fausto Oliveira25 May 2015

minha casa

minha casa

O corte orçamentário do programa de construção de moradia social Minha Casa Minha Vida foi de R$ 6,9 bilhões, equivalente a 10% do corte total previsto pelo governo federal para 2015 como parte do esforço de austeridade devido à crescente dívida pública.

Antes, previa-se para 2015 um orçamento de R$ 19 bilhões, mas esse valor foi diminuído para um total de R$ 13 bilhões, o que em dólares equivale a cerca de US$ 4,1 bilhões.

O corte de R$ 6,9 bilhões foi grande, se se considerar sua proporção com o prometido pelo governo federal na semana passada. Em total, o governo quer economizar em projetos para este ano R$ 69 bilhões.

Segundo as autoridades do Ministério das Cidades, a reserva de orçamento mantida para 2015 será destinada a pagar pelos contratos da primeira e segunda etapas do programa que ainda não entregaram as unidades habitacionais.

As duas primeiras etapas previam a construção de 3,8 milhões de unidades, e 2,2 milhões já foram entregues, segundo o governo. O 1,6 milhão restante estariam garantidos pelo orçamento deste ano, de acordo com o Ministério.

Mas a promessa de construir 3 milhões de unidades a mais na terceira etapa do programa não recebeu mais do que uma garantia verbal da parte do governo.

Porém, parte das empresas responsáveis pelos contratos reclama que o governo está atrasando os pagamentos, e que a conclusão das etapas já iniciadas do Minha Casa Minha Vida poderá sofrer atraso de ao menos um ano.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Aplicando um gêmeo digital
Conectar o mundo físico e virtual para planejar, projetar, construir e operar projetos é o que esta tecnologia significa.
BIM: metodologia chave
Conectividade da Internet, aliada à capacidade cada vez maior de coleta e análise, junto à uma necessidade de multiplicar e impulsionar o empreendedorismo, trazem o BIM para o topo da cadeia de construção.
Os múltiplos benefícios e a validação das Construtechs
Elas estão se mostrando cada vez mais presentes na cadeia produtiva da construção e suas soluções tecnológicas estão fazendo a diferença e angariando adeptos.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL