Construir para estudar

By Fausto Oliveira02 August 2016

Una startup de Brasil abre el nicho de la construcción de edificios dedicados a la residencia de est

Una startup de Brasil abre el nicho de la construcción de edificios dedicados a la residencia de estudiantes

O problema é tradicional: jovens vão estudar em universidades fora de suas cidades natais, e só têm duas opções; ou alugam um apartamento às custas de seus pais ou se unem às famosas repúblicas estudantis, em geral precárias.

Para dar conta desta demanda, uma empresa brasileira reproduz aqui a solução das residências estudantis, muito comuns em países europeus. A Uliving é uma startup nacional que constrói edifícios dedicados a alojar os estudantes universitários. Já são dois empreendimentos construídos especialmente para esta finalidade, um em São Paulo capital e outro em Sorocaba, cidade que tem sua vida universitária.

Ao todo, estas duas residências estudantis podem abrigar 133 estudantes, que pagam à empresa mensalidades enquanto ali residem, e recebem em troca um serviço completo de alojamento. Há espaços de estudo, lavanderias, refeitórios, academias de ginástica, internet wifi e outras comodidades.

O modelo é promissor. Tanto assim que, neste ano e no próximo, a empresa iniciará a construção de quatro novas residências, uma em Macaé, no norte fluminense, e três mais em São Paulo. O plano de expansão da Uliving com vistas ao ano de 2022 é ter 35 residências estudantis em funcionamento.

Se o nível de demanda verificado nos três primeiros anos de operação se mantiver, o objetivo é realizável. “Temos uma média de ocupação da residência de Sorocaba de 96%, enquanto a de São Paulo tem taxa de ocupação média de 85%. Os contratos assinados são por 12 meses de residência de cada estudante”, diz o CEO da empresa, Juliano Antunes.

O modelo

A Uliving tem dois modelos para o estabelecimento de suas residências estudantis. Pode recuperar um edifício velho ou construir um novo. Em ambos os casos, contrata construtoras para realizar o serviço.

“Nos projetos onde a construção será nova, contratamos construtoras a preço fechado. Mas quando fazemos o retrofit de um edifício antigo, é mais complicado, a gente nunca sabe o que vai encontrar pela frente. Então nestes casos, as construtoras trabalham com um preço-alvo, e é nossa responsabilidade detalhar ao máximo o projeto para evitar surpresas. Então se faz um contrato de administração para permitir que se ajustem os pagamentos à realidade final do serviço”, diz Antunes.

Outro ponto fundamental do seu modelo de negócios é que a Uliving recebe aportes de investidores para novo projeto de residência. “O investidor entra como sócio da unidade onde quer participar. Ele coloca seu capital e receberá os lucros gerados. Nós somos os administradores das residências e dos contratos com os estudantes”, esclarece o empresário. A Uliving crescerá com seu serviço de administração quanto mais residências estudantis se construam.

É por isso que o ambicioso plano de crescimento prevê chegar a oferecer a este mercado 5 mil camas para estudantes até o ano de 2022, divididas entre 35 residências.

Trata-se de um modelo inovador que compartilha riscos e benefícios da construção, baseando-se na gestão compartilhada do ativo. Exatamente o tipo de renovação que a indústria deve buscar para enfrentar os desafios da economia do mundo contemporâneo, marcada pela força do setor de serviços e pela divisão de riscos e ganhos.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
As 50 principais
Um crescimento substancial nunca antes visto foi notado pelas principais empresas de construção da América Latina
Os 200 principais
Lista exclusiva da International Construction dos 200 maiores empreiteiros do mundo por vendas revela que a indústria parece ter colocado o impacto da pandemia no passado
A evolução do manipulador telescópico da Skyjack
Skyjack produz uma linha completa de telehandlers com sete modelos
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL