Construção da Integração Centro-Oeste iniciada

By Luciana Guimaraes20 September 2021

Fico se conectará à Ferrovia Norte-Sul, considerada a espinha dorsal do sistema ferroviário nacional.

O presidente Jair Bolsonaro participou na última sexta-feira (17) do lançamento da obra de construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), em evento ocorrido em Mara Rosa, no norte de Goiás.

A nova via será responsável pelo escoamento da produção agrícola da região, para portos estratégicos do país.

Investimentos giram em R$ 2,7 bilhões.

O projeto prevê a construção de 383 quilômetros de novos trilhos que irão até Água Boa, no Mato Grosso.

O projeto da Fico foi viabilizado com base no mecanismo de investimento cruzado, que permite que empresas detentoras de outorgas ferroviárias do governo federal possam renovar o contrato fazendo outros investimentos. Nesse caso, a mineradora Vale vai desembolsar integralmente os recursos para construir a nova ferrovia, em troca da renovação da concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas, operada pela empresa.

A nova ferrovia será importante para o agronegócio do Centro-Oeste, que praticamente não conta com modal ferroviário na logística de escoamento da produção. Em Mara Rosa (GO), a Fico se conectará à Ferrovia Norte-Sul e ligará o Porto de Itaqui, no Maranhão, ao Porto de Santos, numa extensão de mais de 4,5 mil km.

“O ressurgimento deste modal realmente era sonhado por muitos nesse Brasil. Mas ninguém faz nada sozinho, sempre temos que ter alguém do nosso lado. Nesse caso aqui, temos a iniciativa privada, a nossa Vale do Rio Doce. Uma empresa fantástica, que colabora conosco, em especial na infraestrutura pelo Brasil. A eles, o nosso reconhecimento, a nossa gratidão”, disse Bolsonaro.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Perspectivas econômicas e de construção para a América Central
Scott Hazelton, da IHS Markits, fornece uma análise profunda da situação atual nos países da América Central.
Escavadeiras: Novas energias
Grandes equipamentos estão procurando maneiras de se tornar mais eficientes, produtivas e com menor impacto sobre o meio ambiente.
Versatilidade de carga
Compactas ou enormes, estas máquinas estão ganhando terreno nos principais locais de terraplenagem ao redor do mundo.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL