Construção chilena continua em queda

11 February 2015

CCHC

CCHC

A Câmara Chilena da Construção divulgou o resultado do Imacon (Índice Mensal da Atividade da Construção) de dezembro no país. Coerente com a trajetória de queda generalizada da atividade do setor no Chile em 2014, dezembro apresentou um crescimento negativo de 2% em relação ao mesmo mês de 2013.

De acordo com o comunicado da CChC, com este número mensal, o crescimento da indústria da construção chilena em 2014 foi “praticamente nulo”.

A escassa iniciação de projetos em áreas fundamentais para a economia chilena, como as de mineração e energia, é considerada como o principal fator que explica a seguida diminuição dos níveis de atividade construtiva no país.

Com o número de dezembro, a média de 2014 do Imacon se manteve por todo o ano abaixo da média histórica de 4,9% anual de crescimento. A média histórica se refere ao índice mensal tomado desde janeiro de 2000 até dezembro de 2013.

Decompondo o índice, a CChC afirma que o emprego na construção caiu 3,1% no mês, enquanto a venda de materiais e insumos caiu 19,8% e a atividade de empreiteiras se contraiu 12,6%.

O que pode ser considerado um dado positivo é o consistente crescimento nas permissões para novas edificações, número que subiu 34,9%. Mas ainda que positivo, o número é tomado com cautela pela CChC, já que se identifica um efeito estatístico devido à base de comparação: em 2013, a média de permissões de edificações havia caído 26,6% ao longo do ano.

CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristiá[email protected]
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL