Construção venezuelana em paralisia

By José Salinas25 April 2017

Juan Andrés Sosa, presidente da Câmara Venezuelana da Construção, afirmou que a atividade no país atravessa seu pior momento na história, com 90% de paralisação. Disse também que as cimenteiras do país estão trabalhando a 40% de sua capacidade de produção.  

O dirigente setorial assinalou que a câmara não pode deixar de dar sua opinião sobre a situação vivida na Venezuela. A respeito das recentes sentenças de condenação dadas pelo Tribunal Supremo de Justiça, Sosa declarou que “foram excedidos os limites e se violentou a separação entre os poderes e a ordem constitucional. Isso traz mais desconfiança e menos investimentos para o país”

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL