Construção representa 30% das demissões no Chile

02 January 2020

A situação social que o Chile está vivendo, com inumeráveis protestos durante mais de dois meses, está tendo consequências no emprego.

Segundo um relatório da Direção do Trabalho do país, o setor da construção já despediu 65.577 colaboradores “por necessidades da empresa”, durante os primeiros 20 dias de dezembro, isto equivale a 30,9% das demissões.

A cifra já é superior ao total de demissões de novembro (62.046) e está muito acima dos cerca de 40.000, média de um mês normal. Em um mês normal, a mpedia era de quase 1.3oo demissões diárias, mas desde o início da crise, em 18 de outubro, a média é de 2.193.

No entanto, a situação não é uma surpresa. Várias entidades e especialistas na matéria anunciaram que as semanas de destruição de fontes de trabalho, dificuldade de deslocamento e horários de trabalho mais curtos, trariam perdas maciças de empregos.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Movimento elétrico
Os tempos modernos trazem consigo inúmeras inovações. No artigo de Luciana Guimarães, a CLA revê algumas novidades sobre a terraplenagem.
Considerações sobre lança articulada
Orçamentos, tarefas específicas, detalhes técnicos são alguns dos aspectos a serem considerados na compra de uma plataforma
Acess M20: Para cima
Alguns podem considerar 2020 uma anomalia que dificilmente se repetirá. Quanto ao accessM20, também pode ser visto como um sinal dos tempos.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL