Conseguem financiamento para trem argentino

By Gabriel Lira06 May 2021

O Plano de Modernização do Transporte Ferroviário na Argentina, promovido pelo governo central, está avançando. Assim, por meio do Ministério dos Transportes da Argentina, o Banco Mundial aprovou um financiamento de US$ 347 milhões; verbas destinadas à melhoria do serviço e da infraestrutura da linha Mitre, que hoje movimenta mais de 7 milhões de pessoas por ano.

O projeto que o Ministro dos Transportes da Argentina, Alexis Guerrera, havia administrado em sua função de presidente da Trenes Argentinos Infraestructura, o financiamento para a ampliação e reforma da estação ferroviária da estação Retiro, a construção de duas novas estações e a melhoria de mais de 20, além de melhorias no sistema elétrico e reforma dos ramais da Tigre, entre várias outras.

Nesse sentido, o Ministro Guerrera argumentou que: “o trem é um dos meios mais utilizados pelos argentinos, e a transformação histórica que poderemos iniciar na linha Mitre graças a esse financiamento melhorará a qualidade de vida de milhões de pessoas”. Ao mesmo tempo, o Diretor do Banco Mundial para Argentina, Paraguai e Uruguai, Jordan Schwartz, destacou que “hoje mais do que nunca é necessário modernizar os sistemas de transporte para que sejam seguros, eficientes e sustentáveis ​​para todas as pessoas que viajam para trabalhar, estudar ou usar o trem como meio de transporte”.

Com as obras concluídas, espera-se que as frequências de viagem, a integração territorial e a intermodalidade sejam melhoradas em todas as estações. Além disso, busca minimizar os engarrafamentos de veículos.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
A evolução do manipulador telescópico da Skyjack
Skyjack produz uma linha completa de telehandlers com sete modelos
Eletrificação das máquinas de acesso está superando o ímpeto regulatório
Impulso em direção às máquinas de construção elétrica começou com a regulamentação governamental
Dados que impulsionam as máquinas
Como os fluxos de dados de monitoramento podem reduzir custos e emissões de carbono e talvez um dia permitir que as máquinas funcionem por conta própria
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL