Concretando o Chaco

By Fausto Oliveira02 December 2016

Schwing-Stetter se posiciona en el mercado paraguayo con distribución de H Petersen

Schwing-Stetter se posiciona en el mercado paraguayo con distribución de H Petersen

Há quase dois anos, a Schwing-Stetter Brasil recebeu uma importante responsabilidade: gestionar a operação da companhia, uma das mais importantes marcas globais de máquinas para concreto, em toda a América do Sul, tarefa que até então cabia à Schwing-Stetter Americas.

E vem fazendo isso com um desempenho fora do comum, como demonstram os avanços obtidos neste período. A expansão de sua presença na sub-região é evidente. Contando atualmente com nove distribuidores nos países sul-americanos, a marca celebrou em novembro a consolidação de sua presença em um dos poucos mercados que mostra dinamismo e atividade na América do Sul, o Paraguai.

Com o acordo de representação com a tradicional distribuidora H Petersen, que há 66 anos também representa no país a ninguém menos que a Caterpillar (ver matéria nesta edição), a Schwing-Stetter fica seu segundo pé no país.

Segundo pé porque, na realidade, a marca domina absolutamente o mercado paraguaio de equipamentos para concreto já há muito tempo. Ainda que se trate de um mercado pequeno em termos de unidades, à Schwing corresponderiam 75% do mercado local, de acordo com a própria empresa. Há até pouco tempo, a marca vendia diretamente aos clientes.

À celebração de um novo distribuidor em solo paraguaio, somou-se a entrega da primeira venda realizada em conjunto com a H Petersen. O equipamento vendido foi uma bomba lança S 36 X, com alcance de 36 metros e volume de produção de até 96 m3/h. Foi comprada pela Chacore, empresa familiar paraguaia que produz concreto e presta o serviço de transporte e bombeamento nos canteiros de obra.

Paraguai

“Esta bomba é um investimento importante que leva nosso negócio a outro nível. Este tipo de bombas se utiliza no mercado paraguaio para construção de edifícios residenciais e comerciais. E hoje em dia, temos muitas obras desse tipo em Assunção”, disse Jazmín Ferreira, diretora da Chacore, durante a recepção do equipamento.

Para Luiz Polachini, gerente da Schwing para América do Sul, a venda à Chacore foi muito significativa por ter sido a primeira realizada por intermédio de seu novo distribuidor.

“Nossa frota de equipamentos no Paraguai é muito grande, mas neste país o consumo de máquinas usadas é importante, principalmente provenientes da Europa e dos Estados Unidos. Isso se deveu à falta de um distribuidor. Por isso, o trabalho com a H Petersen é importante para nós, e está rendendo frutos muito rapidamente”, diz o executivo.

Polachini informou que esta é a quarta bomba lança nova da Schwing no Paraguai. “Sabíamos que a demanda por equipamentos no Paraguai não é alta, varia de quatro a cinco máquinas por ano. Mas estamos mapeando o mercado e com isso queremos que a H Petersen tenha um estoque de peças dedicado ao mercado local. O fato de existir muitos equipamentos da Europa no Paraguai, com maior faixa etária, temos que cruzar informações da Alemanha, Brasil e Paraguai para fazer um bom trabalho de prover peças”, diz o gerente sul-americano.

Ele também menciona os treinamentos como parte da oferta da Schwing ao país. “Já fizemos três treinamentos aqui, com a H Petersen e com clientes. A estrutura está montada, agora é construir uma excelente relação de proximidade com o mercado”, conclui ele.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
América Latina em maturidade de estradas
Revisão de alguns dos principais projetos de construção de estradas da região, que envolveriam investimentos de mais de US$ 18 bilhões.
Principais locadoras da América Latina
Uma nova versão do Latam Rental 45 mostra que 2020 foi um ano complexo, mas a indústria foi resiliente
Off Highway Research: 2021 terá vendas recordes de equipamentos
Apesar da pandemia, as vendas globais de equipamentos de construção atingirão um recorde este ano...se a indústria puder acompanhar a demanda.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL