Colômbia estuda prorroga na entrega do Túnel de la Línea

By Juliana De Andrade22 July 2016

Puente Colombia

Puente Colombia

A empreiteira Carlos Collins pediu ao Instituto Nacional de Vías (Invías), uma prorrogação de 75 dias no contrato que assinou em 2008 para a construção do Túnel La Línea, na Colômbia.

O contrato previa inicialmente que a obra seria entre no dia 30 de novembro do ano em curso, até então várias prorrogações foram solicitadas, a entidade, que está avaliando a solicitação, estuda adiar o contrato até 15 de fevereiro de 20017, porém a expectativa é de que o país tenha a operação do cruzamento da Cordilheira Central por meio do Túnel La Línea, apenas no primeiro semestre de 2018, pois existem obras adicionais requeridas para que o túnel entre em operação, que estão com diferentes porcentagens de avanço. Por exemplo, as rodovias anexas que estão sendo construídas no departamento de Quindío, e que levam até o empreendimento, estariam terminadas em dezembro deste ano; já o intercambiador de Versalles, e a implementação dos equipamentos eletrônicos e tecnológicos, estariam terminados apenas em abril de 2018.

Segundo foi divulgado pela Controladoria Geral da República, a empreiteira pediu a prorroga por diversos motivos como a greve dos caminhoneiros, que gerou problemas na entrega de combustível cimento e materiais triturados. Porém ainda não se sabe se o Estado concederá esse prazo.

De acordo com as cifras divulgadas pela Invías, até o momento, entre obras anexas e equipamentos, o investimento no projeto, que já está com 86% de avanço, chega a US$ 261 milhões, sendo assim o investimento total é de mais de US$ 300 milhões.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
A evolução do manipulador telescópico da Skyjack
Skyjack produz uma linha completa de telehandlers com sete modelos
Eletrificação das máquinas de acesso está superando o ímpeto regulatório
Impulso em direção às máquinas de construção elétrica começou com a regulamentação governamental
Dados que impulsionam as máquinas
Como os fluxos de dados de monitoramento podem reduzir custos e emissões de carbono e talvez um dia permitir que as máquinas funcionem por conta própria
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL