Chile vai investir US$ 50 milhões em projetos de hidrogênio

By Cristián Peters29 December 2021

Por meio da Corfo, seis projetos de hidrogênio verde foram selecionados com financiamento do Governo do Chile no valor de US$ 50 milhões. Esses projetos foram os da Enel Green Power, GNL Quintero, CAP, Engie, Air Liquide e finalmente Linde. As iniciativas selecionadas têm até 2025 para instalar a capacidade do eletrolisador prometida no concurso.

Esta competição está enquadrada na Estratégia Nacional de Desenvolvimento do Hidrogênio do Chile e visa transformar o país em produtor e também exportador desse combustível de baixa emissão até 2030. Especialistas na área, conforme publicado pelo BNAméricas, estimam que o Chile tem potencial para produzir a molécula de hidrogênio verde mais barata do mundo, graças ao enorme potencial dos recursos solares no norte e da energia eólica no sul.

Especificamente, entre os projetos vencedores, Faro del Sur se destaca, com US$ 16,9 milhões, é a maior iniciativa do pacote, onde estão prometidos 240MW de capacidade em Magalhães.

Esta iniciativa é liderada pela Enel Green Power e visa abastecer a HIF Chile, que deseja produzir e exportar este combustível limpo e metanol verde. Outro projeto importante é o de Antofagasta Mining Energy Renewable, pertencente à Air Liquide; Uma iniciativa que vai custar cerca de US$ 11,8 milhões que visa desenvolver 80 MW de potência no norte do país.

Espera-se que o hidrogênio e o CO2 capturados sejam usados ​​para a produção de metanol verde. Também em Antofagasta, encontramos o projeto HyEx de Engie; que, com um orçamento de US$ 9,5 milhões, propõe a construção de uma planta de produção de hidrogênio verde com capacidade de eletrolisador de 26MW. As 3.200 toneladas de hidrogênio produzidas por ano deverão ser vendidas para a mineradora de explosivos Enaex.

O outro projeto vencedor é a Bahía de Quintero, dirigida pela planta de regaseificação GNL Quintero e também pela Acciona. Lá, será construída uma planta de produção de hidrogênio com capacidade de 10 MW; Este projeto custará cerca de US$ 5,7 milhões. Na zona centro-sul do Chile, liderada pelo CAP, com um orçamento de US$ 3,6 milhões, será instalada a planta de produção desse combustível verde, também com 10 MW de capacidade. Por fim, o projeto HyPro Aconcagua da Linde, com US$ 2,4 milhões, vai produzir 3.200 toneladas por ano do combustível verde, que vai substituir parte do consumo de hidrogênio cinza da Enap na refinaria de petróleo da região.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL